Criada em 1992, ao disponibilizar serviços e soluções globais aos seus clientes, a Cablotec rapidamente se destacou no mercado. O que permitiu e tem permitido esta diferenciação ao longo de mais de duas décadas?
A nossa diferenciação baseia-se exatamente na nossa capacidade de oferecer soluções à medida dos nossos clientes, obedecendo sempre às exigências técnicas e níveis de qualidade que o mercado impõe. Quando falo de qualidade refiro todos os níveis, tanto de serviços como produto – desde o projeto até à conceção final do produto, incluindo um criterioso cumprimento de prazos de entrega.

Teresa da Silva
Teresa da Silva

Especificamente, qual tem sido o vosso trabalho com cada um dos setores com os quais trabalham? O facto de colaborarem com indústrias tão distintas dá-vos uma abordagem mais global do mercado?
Sem dúvida e tem sido essa diversificação um dos principais fatores do nosso sucesso. Ao nos apresentarmos no mercado como parceiros ideais para o fornecimento de “soluções globais”, temos uma responsabilidade acrescida no sentido de garantir as competências e recursos necessários aos desafios que nos vão sendo apresentados.
Ao longo da nossa atividade, têm surgido diversos desafios de extremo interesse, nos quais temos investido e temos também contado em certos projetos com a ajuda dos nossos clientes. Tem sido um trabalho progressivo e conjunto, de constante expansão, que nos permite hoje oferecer um vasto leque de soluções e a capacidade de poder acompanhar um cliente desde a fase inicial de desenvolvimento dum produto, à conceção e produção do mesmo.

Enquanto entidade que disponibiliza serviços de desenvolvimento, projeto e produção de cablagens e sistemas, de moldes e de ferramentas especializadas, que cuidados são seguidos para garantir a total segurança e qualidade destes serviços?
Cada setor obriga ao cumprimento de normas específicas técnicas e de qualidade. O único “cuidado” a ter é cumprir criteriosamente essas normas. Quando as mesmas não estão especificadas, nós mesmos as definimos de forma a garantir essa qualidade e fiabilidade. A Cablotec está certificada segundo a Norma ISO 9001 desde 1999. Desde essa altura que temos os nossos próprios critérios de Garantia de Qualidade, que são reconhecidos pelos nossos clientes.

Mais do que um chavão, a inovação deve fazer parte da estratégia das marcas. Na prática, na criação de soluções de negócio mais eficazes e personalizadas, de que modo o desenvolvimento tecnológico tem sido imprescindível? Ser uma marca inovadora gera mais confiança no cliente?
Claramente que sim. O cliente tem de sentir que temos as condições desejadas e necessárias para responder às suas necessidades.

Em qualquer organização os recursos humanos desempenham um papel fulcral. Na Cablotec, que políticas de desenvolvimento do vosso capital humano têm sido desenvolvidas? Na vossa atuação, a formação contínua ocupa um dos lugares cimeiros?
Além da formação contínua, temos apostado bastante em programas de estágio tanto curriculares como profissionais, que em muitos casos se têm traduzido na criação dos próprios postos de trabalho. Por outro lado, a baixa rotatividade dos recursos humanos, garante uma larga experiência, flexibilidade e polivalência de muitos dos nossos colaboradores.

Na senda da internacionalização trabalham essencialmente com o mercado europeu, nomeadamente Alemanha, Suíça, Espanha, Reino Unido e França. Quais são as principais exigências destes mercados? No decorrer deste ano pretendem chegar a novos países?
Trabalhamos essencialmente com os países mais industrializados. As exigências são grandes, tanto a nível de custo, qualidade e cumprimento de prazos de entrega. Começámos a exportar em 1995, tendo o nosso volume de vendas para esses mercados atingido rapidamente os 80%. Desde essa altura o nosso nível de exportações diretas tem rondado permanentemente os 70 a 80 % do volume de negócios. O mercado interno está também a crescer felizmente, havendo atualmente diversos desafios muito interessantes que queremos acompanhar.

Para o futuro, que objetivos serão concretizados para que a Cablotec continue a ser o “parceiro ideal para desenvolver, fabricar, instalar e manter soluções de conectividade”?
Temos programado nestes próximos dois anos alguns investimentos no sentido de capacitar a Cablotec de ferramentas mais eficientes de projeto e controlo de produção e manteremos a nossa política de reforço permanente de capacidade técnica e produtiva de forma a acompanharmos os desafios que o mercado nos apresenta.