Ontem, Ryan Collins foi considerado culpado pelo conhecido caso ‘Celebgate’ ou ‘Fappening’ que, em 2014, publicou fotografias privadas, maioritariamente íntimas, de várias famosas como Jennifer Lawrence e Kate Upton.

Collins, de 36 anos, entrou em, pelo menos, 50 contas do iCloud, da Apple, e 72 contas do Gmail e, em tribunal, afirmou que não precisou de grandes técnicas de hacking para ter acesso às contas das celebridades.

O homem explicou que, simplesmente enviou emails como se fosse a Apple e a Google e pediu as informações de acesso às suas contas, algo que acabou por receber. Para tal ser feito, explica a Forbes, basta uma pequena pesquisa no YouTube sobre phishing e tem todo o tutorial para o fazer.