Polícia investiga dois suspeitos a monte

Mohamed Abrini e Najim Laachraoui são suspeitos de terem sido responsáveis pelos ataques em Bruxelas, esta terça-feira. Os dois belgas estarão também ligados aos atentados de Paris.

881

Najim Laachraoui e Mohamed Abrini estão a ser investigados como possíveis suspeitos de serem os responsáveis pelos atentados de Bruxelas, adianta o The Telegraph. Segundo a polícia belga, os dois homens eram também suspeitos nas investigações aos atentados de Paris, em novembro.

Laachraoui e Abrini fugiram na sequência da captura, pela polícia belga, de Salah Abdeslam na passada sexta-feira.

Najim Laachraoui, de 24 anos, é suspeito de ser um dos fabricantes das bombas que explodiram em novembro, em Paris. O ADN de Laachraoui foi encontrado nos coletes usados pelos bombistas do Stade de France e do Bataclan. Segundo o The Telegraph, o jovem belga terá alegadamente viajado para a Síria em fevereiro de 2013 e regressado a França como um suposto refugiado em fuga do conflito na Síria.

Já Mohamed Abrini, cidadão belga de 30 anos que nasceu em Marrocos, foi visto com Abdeslam dois dias antes dos ataques de Paris, num carro que foi usado durante o massacre. Familiares afirmam que Abrini não participou nos atentados da noite de 13 de novembro porque estava em Bruxelas. O suspeito terá viajado para a Síria em 2014.