Conhecido sobretudo pela rede social neste momento pode dizer-se que o Facebook é mais do que isso, sendo ainda dono do Instagram, Messenger e WhatsApp. Se até aqui Mark Zuckerberg tentou diferenciar-se das restantes empresas tecnológicas então os próximos dez anos prometem não ser diferentes.

Além de todas as novidades que anunciou na conferência f8, o CEO do Facebook desvendou ainda os seus planos para os próximos dez anos da empresa, manifestando o seu interesse em apostar em áreas de tecnologia como a realidade virtual em aumentada. Se na primeira o Facebook já começou a trilhar caminho com o Oculus Rift e câmaras capazes de filmar em 360º a rede social ainda tem caminho a percorrer no que toca à segunda se quer apanhar a Microsoft e o seu HoloLens.

Porém não será só aqui que o Facebook continuará a apostar. Zuckerberg referiu ainda iniciativas no que diz respeito a inteligência artificial, drones, lasers e até satélites.