Os aparelhos realizaram “mais de 35 ataques na cidade de Raqa”, indicou o Observatório. Segundo o diretor, Rami Abdel Rahmane, “Raqa não era alvo de ‘raids’ aéreos desta intensidade há várias semanas”.

“Estes ataques decorreram durante toda a noite até de manhã” na cidade do norte da Síria, acrescentou.

Os ‘raids’ atingiram várias zonas, incluindo “o jardim Al-Rachid, a rua Mansour, o estádio municipal”, e causaram “mais de 13 mortos civis e dezenas de feridos”, além de “cinco membros do Estado Islâmico”.