“Ser nutricionista hoje em dia é uma missão ingrata”, escreve Pedro Carvalho no seu Os Mitos Que Comemos (editado pela Matéria Prima). Da coluna mensal no Life&Style para as páginas de um livro, o nutricionista responde a algumas das principais questões no que à alimentação diz respeito e desmistifica os produtos light, as dietas detox, a água às refeições ou a ingestão de hidratos de carbono à noite.

Num mundo global, é fácil abrir um motor de busca na Internet e pesquisar um determinado alimento ou um tipo de dieta. Mas apesar de ser “mais fácil esclarecer os mitos porque existem cada vez mais fontes de informação, grande parte das pessoas não possui formação para distinguir as boas das más fontes e embarcam, muitas vezes, pelas correntes mais sensacionalistas e fundamentalistas”, diz Pedro Carvalho ao Life&Style por e-mail.

Daí a necessidade de um livro “escrito depois da leitura de centenas de artigos” para tentar “produzir uma resposta concreta a muitos dos mitos que invandem o nosso quotidiano alimentar”.

O livro está dividido em quatro capítulos: “As dietas”, “O leite e o glúten”, “Os mitos clássicos” e “Os novos superalimentos”. Com o Verão a chegar “todos os tópicos relacionados com as dietas e a ‘fobia’ aos hidratos de carbono” são muito abordados em consultas, diz Pedro Carvalho. “Também por isso, as dietas, o leite e o glúten mereceram capítulos individuais no livro de modo a tentar explicar bem os fundamentos relativos a estes três temas e ajudar os leitores a fazerem escolhas mais conscientes”, explica.

Todos os dias se ouvem disparates relacionados com a alimentação: “Dizer por exemplo que o ‘leite é um veneno’, que ‘tenho de cortar os hidratos de carbono à noite’ ou que ‘deixei de comer um determinado alimento porque acusou nos testes de intolerância alimentar’ são alguns desses casos”, atesta Pedro Carvalho.

“Nunca, como hoje, houve tanto interesse da sociedade sobre alimentação e saúde”, escreve o nutricionista Vitor Hugo Teixeira no prefácio de Os Mitos Que Comemos. Pedro Carvalho reconhece o mesmo e a crescente “moda dos programas de culinária, as fotos de comida no Facebook e Instagram”. “Quase que temos pessoas que se não tirarem uma foto depois do ginásio, corrida ou prato saudável, parece que não valeu a pena ter feito isso”, critica. Mas a “moda” criou uma “consciencialização para bons hábitos alimentares” e isso é importante, realça.

Ao escrever a sua rubrica no Life&Style, Pedro Carvalho gera inúmeras reacções entre o “público em geral” e os colegas em particular. “Os textos sobre o leite são os mais criticados” e “é raro existirem críticas positivas” nas caixas de comentários. Mas entre os nutricionistas, a coluna e o livro “são quase virais” e são os artigos mais criticados que mais aplausos geram.