A Microsoft anunciou que irá pagar 26,2 mil milhões de dólares, algo como 23 mil milhões de euros, para comprar a rede social LinkedIn, destinada ao mundo empresarial e profissional dos utilizadores.

A compra já foi acordada entre ambas as partes, tendo sido anunciado pela Microsoft e a aquisição será feita ao preço de 196 dólares por cada ação da rede social.

Em termos estéticos, funcionais e diretivos, pouco irá mudar, uma vez que a LinkedIn vai manter o logo e o produto original, mas vai passar a integrar o portefólio da gigante da informática, que quer apostar em força no setor empresarial e, ao mesmo tempo, das redes sociais.

“A equipa do LinkedIn cresceu de forma fantástica e hoje é um negócio centrado na interligação dos trabalhadores de todo o mundo”, disse o CEO da empresa Jeff Weiner através de um comunicado.

Segundo o Business Insider, Jeff Weiner permanecerá como o representante máximo da empresa, tomando apenas decisões em conjunto com Satya Nadella, CEO da Microsoft. O negócio deverá ficar selado ainda este ano.

Logo após este anúncio, as ações do Linkedin estavam a subir 48 por cento na pré-abertura do mercado de Wall Street, em Nova Iorque.