Aurelie Muller desqualificada dos 10 km natação por “afundar” rival na meta

Francesa terminou a prova em segundo lugar mas má conduta da nadadora valeu-lhe a desclassificação e consequentemente a perda da medalha de prata.

745

A prova de 10 km natação terminou em controvérsia. A francesa Aurelie Muller terminou na segunda posição, à frente da italiana Rachele Bruni, mas Muller impediu Bruni de tocar na placa que assinala o tempo de chegada das nadadoras e foi desqualificada, perdendo a medalha de prata.

Com este resultado, a italiana Bruni foi promovida ao segundo posto e a brasileira Poliana Okimoto, que terminou na quarta posição, acabou por fechar o pódio e arrecadar o bronze.

“A nadadora francesa afundou-me. No final, ela obstruiu-me e não consegui tocar na placa. Estou feliz com a decisão dos júris”, contou Bruni à imprensa no final da prova.

Philippe Lucas, treinador de Muller, falou à RMC Sport no final e afirma que “é o pior cenário que podia acontecer”.

“Não vi as imagens. Descobri que a decisão foi tomada muito rapidamente. No desporto, há sempre injustiça, infelizmente. Mas não vale a pena chorar por 50 anos. O pódio está feito. Acabou”, acrescentou Philippe Lucas.

A prova foi ganha pela holandesa Sharon van Rouwendaal que conquistou o ouro em 1:56:21.1.