Foto MMMHá mais de quatro décadas a cuidar das mãos das pessoas, que história pode ser contada sobre o percurso da sociedade desde a sua constituição até aos dias de hoje?
A Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão sempre teve como principal objetivo divulgar e dinamizar uma área tão importante como a Patologia da Mão. A troca de experiências profissionais e enriquecimento científico concretiza um dos princípios fundamentais desta Sociedade, que ao longo da sua existência sempre procurou manter com a sua participação e realização de reuniões nacionais e internacionais, sendo afiliada da Federação das Sociedades Europeias de Cirurgia da Mão (FESSH) e Federação Internacional das Sociedades de Cirurgia da Mão (IFSSH). Dentro da organização de reuniões nacionais e internacionais, destacam-se a realização do Congresso FESSH em Lisboa em 2003, a organização em conjunto com a Sociedade Espanhola de Cirurgia da Mão do Congresso Luso-Espanhol em 2008 e 2014, bem como a Reunião Ibero-Latino Americana de Cirurgia da Mão em 2008. Atualmente, a sua direção, constituída por presidente e vice-presidente Fernando Cruz e David Rasteiro, Secretário Pedro Negrão e Tesoureiro Horácio Zenha, organiza o XXIV Congresso Português de Cirurgia da Mão em Setembro de 2016 e a Reunião conjunta com a Sociedade Espanhola de Cirurgia da Mão em Abril de 2017, em Espanha. Também apresentou a candidatura ao Congresso da IFSSH em 2022. A realização deste evento Internacional em Lisboa, onde serão esperados aproximadamente 1500 participantes, sublinha o dinamismo de uma sociedade virada para o futuro, contribuindo para uma melhor Cirurgia da Mão no país.

O que representa a Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão?
A Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão representa como Sociedade Científica a maioria dos Cirurgiões da Área da Patologia da Mão congregando especialistas de Ortopedia e Cirurgia Plástica e Reconstrutiva. A sua presidência é alternada por médicos destas duas especialidades médicas, sendo que atualmente este cargo é assegurado pela Cirurgia Plástica e Reconstrutiva.

As pessoas estão, de forma geral, consciencializadas para os cuidados a ter com a mão?
Atualmente, com um maior acesso à informação, os doentes procuram ficar mais esclarecidos. A Patologia da Mão não é, obviamente, exceção. As Sociedades Científicas têm como tarefa fornecer dados sobre o correto acesso a informação credível, dando a conhecer aos doentes que existe esta área médica no nosso país, tanto em hospitais públicos como privados, com centros de referência com diferenciação técnica e científica que permitem assegurar uma boa prestação de cuidados a este tipo de doenças. Em paralelo com a prestação de cuidados médicos é fundamental continuar a sensibilizar e reforçar a prevenção tanto no ambiente de trabalho, como nas tarefas diárias.

Que patologias são mais frequentes e como é feito o acompanhamento a quem vos procura?
Na área da Cirurgia Reconstrutiva da Mão as patologias mais frequentes são as patologias traumáticas, nomeadamente fraturas, lesões dos tendões e nervos, perdas de substância, e também sequelas de traumatismo. Na área da Mão Reumática as mais frequentes são a artrite reumatoide e patologia degenerativa. Referimos ainda outras patologias como os síndromes compressivos, doença de Dupuytren, tenosinovites, anomalias congénitas e tumores.

O acompanhamento destes doentes baseia-se essencialmente numa boa informação da sua doença, das diversas opções de tratamento e na gestão de expectativas, que devem ser as mais realistas possíveis. Relembramos que o melhor resultado só é possível com um procedimento adequado, onde a cirurgia é uma das partes envolvidas de um grupo multidisciplinar. O empenhamento dos doentes também é determinante no sucesso da sua reabilitação.

O XXIV Congresso Português de Cirurgia da Mão realizar-se-á nos dias 23 e 24 de setembro de 2016, no Hotel MH em Peniche. Que questões serão abordadas e que importância têm as mesmas para a sociedade?
Irão ser abordados diversos temas atuais da área da patologia da Mão, tais como reconstruções complexas da mão, transplantes da mão e avanços na artroscopia do punho e da mão, entre outros. Contaremos com a presença de palestrantes nacionais e estrangeiros, de renome internacional, contribuindo para uma elevada qualidade científica deste congresso. Este congresso permitirá uma contínua atualização de conhecimentos técnicos e científicos, em paralelo com o nível internacional, tendo como principal objetivo prestar os melhores cuidados aos doentes do nosso país.