Udacity lança curso online que ensina a construir um veículo autónomo

O grupo de formação na Internet Udacity anunciou a criação de um curso para desenvolvimento de um veículo autónomo, divulgou o seu cofundador Sebastian Thrun, ex-quadro da Google X.

1151

Durante uma apresentação na conferência TechCrunch Disrupt, que decorre em San Francisco, na Califórnia, consagrada ao mundo das ‘startups’ (empresas recém-criadas), Sebastian Thrun adiantou que o programa da formação para conceção de veículos autónomos prevê a construção de uma viatura autónoma que funciona com ‘software’ criado pelos estudantes. A viatura assim criada deve ser testada nas ruas de San Francisco.

“Vamos construir uma viatura autónoma através de uma produção participativa e com um código aberto e vai estar nas ruas de San Francisco”, afirmou, ironizando: “Se virem uma viatura com o logo Udacity, fujam tão depressa quanto possam em sentido contrário, para ficarem em segurança”.

Thrun foi um dos fundadores do laboratório Google X, onde este grupo da internet desenvolveu os óculos Google Glass ou as viaturas sem condutor. Com outros parceiros, Thrun lançou depois o Udacity, um projecto de formação via internet, em 2012.

“Eu trabalhava todas estas tecnologias maravilhosas e reparei que o número de engenheiros nesta rede era escasso”, disse, para explicar a passagem da Google X para a Udacity.

“Entendi que se pudéssemos construir um novo tipo de universidade, poderíamos ter um impacto maior no mundo que o de apenas construir uma viatura autónoma”, acrescentou.

A Udacity é uma das plataformas que estão a disponibilizar cursos na internet, os designados cursos massivos em linha (MOOC, na sigla em Inglês), com a chancela de entidades como universidades.

As inscrições para este curso da Udacity abriram na ontem. A formação dura nove meses e consiste em ciclos, que custam em 800 dólares (713 euros) cada.

Os primeiros cursos devem começar a partir de meados de outubro.

Thrun citou um estudo da Boston Consulting Group que estima o valor de mercado potencial das viaturas autónomas em 42 mil milhões de dólares, em 2025.