Sol destruirá a Terra muito mais cedo que o previsto

Cinco mil milhões de ano é o tempo que resta ao nosso planeta antes de ser engolido pelo Sol.

484

Inevitavelmente, chegará uma altura em que a vida do Sol chegará ao fim mas a Terra não assistirá a este momento, uma vez que será totalmente engolida pela estrela à medida que esta se expande. Mas descanse, os humanos também não terão de passar por este momento uma vez que muito antes disto acontecer o aumento de temperatura eliminará qualquer hipótese de sobrevivência de uma forma de vida.

As conclusões são da astrofísica Jillian Scudder da Universidade de Sussex, que prevê que a Terra tem ‘apenas’ mais cinco mil milhões de vida. Esta expansão do Sol será acompanhada por um aumento de temperatura de 10% a cada mil milhões de anos, o suficiente para ferver os oceanos ao ponto de contribuir para o efeito de estufa e aumentar ainda mais a temperatura.

“No geral, o que acontecerá que a quantidade crescente de calor do sol fará com que evapore mais água da superfície e permaneça na atmosfera. A água agirá então como gás de efeito de estufa e armazenará mais calor, o que acelerará a evaporação,” explica Scudder.