QUALIDADE DE SERVIÇO

Eleita PME Excelência há 6 anos consecutivos, a Autatlantis – Automóveis de Aluguer sem Condutor apresenta-se no mercado com as melhores ofertas em rent-a-car e com a garantia da prestação de um serviço de qualidade. Horácio Franco, Administrador da Autatlantis, fala-nos um pouco mais sobre este negócio da rent-a-car em expansão no país.

833

A  Autatlantis é há 6 anos consecutivos eleita PME Excelência, um reconhecimento que valeu a atribuição do prémio de Mérito 2016. É fácil trabalhar com a pressão no sentido de fazer jus à distinção?

Tem sido mais um grande desafio e, sem falsas modéstias, fiquei bastante orgulhoso em subir ao palco e receber esta soberba distinção! De salientar que a Autatlantis iniciou a sua atividade em Abril de 1988. O desenvolvimento acentuado da empresa  ao longo dos últimos anos, apoiado na valorização permanente dos seus recursos técnicos e humanos, está refletido no forte e sustentado o crescimento da sua estrutura e negócios, com uma frota de 900 viaturas, renovada anualmente na medida em que os serviços prestados sejam os de melhor qualidade e segurança possível.

 

A verdade é que as PME são o grande motor da economia portuguesa, representando 99,9% do seu tecido empresarial, assegurando 80% do emprego e registando 60% do Volume de Negócios e 63% do VAB (Valor Acrescentado Bruto). Que balanço é possível fazer a Autatlantis em Portugal?

A Autatlantis rent-a-car tem procurado pautar a sua atividade pela busca incessante das melhores condições de atuação para os seus clientes, tendo em conta a necessidade da procura constante de condições em matéria de serviços de qualidade e  preços competitivos no mercado. Julgo que a Autatlantis tem conseguido cumprir nestes 30 anos os seus objetivos. Foi ganhando o seu espaço, criando emprego e hoje, com cerca de 50 trabalhadores, tem contribuindo para a economia da região e do país, cumprindo com as suas obrigações.~

Desde o passado mês de março o mercado automóvel tem vindo a apresentar uma tendência de desaceleração, tal como a Associação Automóvel de Portugal tinha antecipado na altura da entrada em vigor do Orçamento do Estado para 2016. Esta situação foi sentido na Autatlantis?

Julgo haver alguma alteração nestas estatísticas, o mercado automóvel em 2016 recuperou aos níveis do ano 2000, ou seja, verificou-se um forte crescimento na venda de automóveis ligeiros passageiros e comercias. Orgulho me de dizer que a nossa atividade contribuiu largamente para este aumento.

 

Um mercado cujo crescimento assenta no rent-a-car, nas frotas e vendas a particulares prevê-se que recupere de forma saudável?

Sim, está a recuperar de forma saudável.

O Rent-a-Car deverá ter absorvido cerca de 40 mil veículos em 2015, correspondendo a cerca de 22% do mercado automóvel português. É possível que o mercado automóvel comece a passar maioritariamente pelo rent-a-car?

Como já mencionei esta atividade tem contribuído para o aumento da venda de viaturas novas em 2016 pelo que a percentagem é bastante superior à mencionada.

 

A Autatlantis assume que para se fazer diferente é preciso também pensar e agir de forma diferente. Qual vai continuar a ser a posição da marca no mercado?

A Autatlantis tem como foco a qualidade do serviço prestado. Para isto uma das nossas prioridades tem sido a aposta na formação contínua e na qualidade do nosso produto. A nossa frota é renovada anualmente procurando ter sempre as últimas novidades em marcas e modelos, isto porque é sabido que o cliente gosta de experimentar os modelos do ano e as tendências do mercado, tanto no segmento baixo como no médio e alto.