Siemens no Web Summit à procura de ideias e talento nacionais

Siemens tem mil milhões de euros para investir em start-ups a nível mundial.

856

 

IG2016060037COENAtualmente, alguns dos maiores desafios que a Siemens enfrenta a nível mundial, resultantes das transformações que o mercado tem sofrido ao longo dos anos, são a necessidade de encontrar novos talentos e de reconsiderar os standards de inovação. A presença da Siemens no Web Summit vem cimentar o lançamento da sua nova estratégia para as áreas da inovação e das start-ups.

As start-ups são importantes para a Siemens como visão de futuro, como forma de aceder a tecnologias inovadoras e testar ideias para novos negócios fora da organização da empresa. Por outro lado, a Siemens tem-se mostrado atraente para as start-ups como parceiro próximo que providencia acesso a especialistas da indústria, a clientes e a conhecimento tecnológico, e como investidor, que envia um sinal positivo a outros investidores.

Para tornar mais ideias em negócios viáveis, a Siemens quer criar o ambiente ideal para impulsionar a nova geração de inovações. Assim, lançou o next47, uma unidade de negócio independente que visa estimular ideias disruptivas e acelerar novas tecnologias, trabalhando com parceiros que vão de colaboradores/empreendedores da Siemens, a start-ups externas e empresas já estabelecidas. O next47 terá mil milhões de euros para investir nos próximos cinco anos, destinados a fundar e apoiar start-ups nas seguintes áreas: eletrificação distribuída, inteligência artificial, connected (e-)mobility, block-chain applications, máquinas autónomas e eAircraft. No passado dia 2 de Novembro foi anunciado o responsável máximo do next47, Lak Ananth, que chega há Siemens depois de ter estado dois anos na Hewlett Packard Pathfinder.

Ao lado das startups no Web Summit

São várias as iniciativas que a Siemens tem preparadas para os vários dias do evento, das quais merece destaque a participação, no dia 8 de Novembro, de Rosa Riera, responsável por Employer Branding and Social Innovation da Siemens AG, numa round table cujo tema é “Getting ready for the future of work”.

Membros da Siemens AG e do next47, unidade independente da empresa para as start-ups, vão participar como mentores e júris no palco PITCH, uma competição entre start-ups que conta este ano com 200 participantes. A empresa é ainda anfitriã da Developers Party.

Sendo a digitalização e as tecnologias de informação áreas foco da Siemens a nível global, a multinacional vai ter ainda uma delegação de mais de 100 profissionais no Web Summmit, das quais fazem parte membros da Siemens AG e do next47.

O Poder da Inovação da Siemens

Nos últimos 20 anos, a nível mundial, a Siemens investiu mais de 800 milhões de euros em cerca de 180 start-ups. Anualmente tem contacto com mais de 2.000 jovens empresas e lança cerca de 20 novas parcerias com start-ups de todo o mundo. A própria Siemens já fundou uma dúzia de novas empresas.

Os números globais refletem o poder da Inovação da Siemens. Só em 2015, a multinacional alemã investiu 4,5 mil milhões de euros em Investigação & Desenvolvimento (I&D), área em que tem 32.100 colaboradores. Esteve na origem de 7.650 invenções, em 2015, e totaliza 56.200 patentes a nível mundial.