Programa “Estou Aqui Adultos!” alargado a todo o País

“Este programa foi especialmente pensado para pessoas que, em função da idade ou de patologia, possam ficar desorientadas ou inconscientes na via pública, ainda que momentaneamente".

902

O projeto da pulseira localizadora da Polícia de Segurança Pública, “Estou Aqui Adultos!” permite localizar adultos, idosos ou pessoas doentes que se possam perder. Este programa já existe há quatro anos para crianças.

“Este programa foi especialmente pensado para pessoas que, em função da idade ou de patologia, possam ficar desorientadas ou inconscientes na via pública, ainda que momentaneamente. Trata-se de um projecto inovador que pretende favorecer a identificação dessas pessoas e, simultaneamente, promover um reencontro célere com os familiares, cuidadores ou amigos indicados no momento da inscrição no programa”, explica a PSP.

Entre 2015 e 2016, o programa “Estou Aqui Adultos!” esteve apenas disponível para utentes das instituições parceiras: Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Alzheimer Portugal, Fundação Liga, CRINABEL e CERCILISBOA. A fase piloto permitiu aferir a pertinência do programa que foi agora alargado a todo o país para dar resposta às múltiplas solicitações que a PSP recebe quotidianamente. Para obter uma pulseira Estou Aqui Adultos!, será necessário fazer uma pré-inscrição na página https://estouaquiadultos.mai.gov.pt/Pages/Home.htm, seguir os passos indicados e levantar a pulseira na esquadra seleccionada. No caso do CR PSP Madeira, as pulseiras estão disponíveis nas Esquadras do Funchal, C.ª de Lobos, Calheta, Porto Moniz, St.ª Cruz e Porto Santo. O programa prevê dois tipos de pedido, consoante seja o próprio utilizador a solicitar a pulseira (opção ‘Pedido pelo Próprio’) ou seja um cuidador ou uma instituição (opção ‘Pedido Instituição/Cuidador’).

As pulseiras são gratuitas e não possuem qualquer dado de identificação do utilizador, de forma a salvaguardar a sua privacidade. São compostas por uma fita em tom neutro e por uma chapa metálica com um código alfanumérico, único para cada utilizador, que será descodificado pela PSP após uma chamada para o número de emergência (112).