A campanha “Nada é mais bonito que a inteligência” tem por base um estudo da Cien relativamente às percepções associadas à beleza feminina.

A Cien tem vindo a promover o conceito “Beleza inteligente”.

“Este estudo Cien comprova existência de um preconceito e desafia as pessoas a reflectirem sobre as suas ideias pré-definidas, revelando que a beleza e a inteligência podem andar de mão dada”, segundo é explicado em comunicado.

“Será possível ser-se bonita e médica? Segundo o mais recente estudo da marca Cien sobre perceções associadas à beleza feminina, a maioria dos entrevistados considera que «não». Apostada em provar que a beleza pode ser inteligente, Cien, a marca de higiene e beleza exclusiva do Lidl, promoveu um estudo quantitativo junto de uma amostra bipartida, entre homens e mulheres. Desenvolvido pela Ipsos Apeme, uma empresa líder na análise e estudo de mercados, tendências e comportamento dos consumidores, através da apresentação das suas fotografias, este estudo desafiou os entrevistados, com idades entre os 18 e os 55 anos, a identificar as profissões e habilitações literárias de um  conjunto de mulheres. Metade, eram mulheres particularmente bonitas e a outra metade, mulheres comuns. Os resultados revelam a existência de alguns preconceitos sobre a mulher e a sua beleza e reforçam a influência da imagem na perceção do que é uma mulher inteligente”, pode ler-se no site do Lidl, cadeia de distribuição alimentar de origem alemã.