De acordo com uma nota da autoridade do medicamento, “os produtos cosméticos não enxaguados da marca Biocode contêm na lista de ingredientes o conservante ‘Methylisothiazolinone’, cuja utilização é proibida desde 12 de fevereiro de 2017”, pelo que é ordenada a sua suspensão imediata da comercialização e a retirada do mercado.

As entidades que disponham destes produtos não os podem disponibilizar e os consumidores que tenham algum destes produtos não os devem utilizar.