Cinco detidos após deteção de explosivos em bairro de Paris

Cinco pessoas foram detidas na sequência de um alegado atentado à bomba falhado num bairro de Paris onde se localizam embaixadas, no fim de semana, incluindo um suspeito que estava sinalizado pelas autoridades por radicalização.

445
French police officers walk as two people have been detained after a possible explosives laboratory was discovered in Villejuif, south of Paris, Wednesday, Sept. 6, 2017 in Paris. The prosecutor's office said that "elements that may be part of the composition of explosives" were discovered in an apartment (AP Photo/Christophe Ena)

“Entre as pessoas que foram detidas, um estava sinalizado no ficheiro FSPRT [Ficheiro das sinalizações para a prevenção da radicalização de caráter terrorista], o que quer dizer radicalizado”, disse à rádio France Inter o ministro do Interior, Gérard Collomb.

A polícia parisiense disse que um morador alertou as autoridades para atividade suspeita na madrugada de sábado num edifício no 16.º bairro, onde estão localizadas algumas embaixadas e considerado uma zona de classe alta.

Um responsável da justiça disse que o engenho explosivo foi encontrado e desativado, segundo a Associated Press.

Os cinco suspeitos continuavam hoje sob custódia e os procuradores contra terrorismo abriram uma investigação, segundo o mesmo responsável.

O incidente ocorreu no mesmo fim de semana em que um homem matou duas mulheres à facada em Marselha.

Os motivos do crime continuam por esclarecer, embora o ataque tenha sido reivindicado pelo Estado Islâmico.

O parlamento francês deverá aprovar hoje uma nova lei contra o terrorismo.