Segundo a câmara municipal, a promotora, em parceria com a associação Sopa dos Artistas, a BDTECA, que vai na 12.ª edição, pretende divulgar a banda desenhada, “estimular a criatividade e afirmar Odemira como um dos principais centros de desenvolvimento” da nona arte no Alentejo e em Portugal.

O Concurso de Banda Desenhada, que marca o “pontapé de saída” da BDTECA e pretende promover a nona arte junto dos públicos juvenil e adulto e a criatividade e a imaginação dos concorrentes, destina-se a todas as pessoas com 16 ou mais anos, as quais deverão entregar os trabalhos concorrentes até dia 16 de fevereiro.

Cada concorrente pode participar com mais do que um trabalho, desde que os envie separadamente e com pseudónimos diferentes, sendo que cada trabalho deverá ter um máximo de quatro pranchas de banda desenhada de tema livre, originais, inéditas, em língua portuguesa e formato A3.

O concurso, cujas normas de funcionamento estão disponíveis no sítio de Internet da Câmara de Odemira, distrito de Beja, em www.cm-odemira.pt, prevê a atribuição de prémios no valor de 500, 250 e 125 euros para os 1.º, 2.º e 3.º classificados, respetivamente.

O programa da BDTECA deste ano ainda não foi divulgado, mas, segundo o município, inclui também exposições, “workshops”, uma feira do Livro de BD, uma tertúlia e a exposição final com os trabalhos presentes no Concurso de Banda Desenhada.