Três doentes com sarna internados no Hospital São João

O Hospital São João, no Porto, detetou esta semana casos de sarna em três doentes internados num serviço e admite que a doença foi transmitida a alguns profissionais de saúde, segundo a unidade de saúde.

241

escabiose, ou sarna, é uma das doenças parasitárias humanas mais frequentes e é contagiosa, tendo tratamento.

“Neste momento, não há razão para medidas adicionais, não sendo este tipo de situação motivo para encerramento de espaços ou unidades”, afirma o Hospital São João, numa nota enviada à agência Lusa.

Segundo o hospital, esta semana foram detetados num serviço médico três casos de escabiose em doentes internados. Verificou-se também a transmissão a alguns profissionais de saúde desse serviço, mas o hospital não especifica quantos profissionais.

“Imediatamente após o diagnóstico foram implementadas todas as medidas de controlo de infeção preconizadas e foi instituído tratamento adequado desses doentes”, refere o hospital.

A unidade hospitalar lembra que um doente pode transmitir a infeção antes mesmo de apresentar com sintomas, podendo por isso ocorrer transmissão a outros doentes ou profissionais durante a fase pré-diagnóstico.

“Foi ativado o protocolo institucional de atuação para estas situações incluindo as medidas de controlo de transmissão, o tratamento de todos os profissionais e dos doentes, bem como a procura ativa para deteção precoce de quaisquer novos casos”, adianta a nota.

A sarna humana ou escabiose é uma doença cutânea contagiosa, causada por um parasita. Entre os sintomas estão geralmente a comichão ou prurido, sobretudo durante a noite. Surgem também erupções cutâneas.

LUSA