Concertos de verão para dinamizar centro histórico da Covilhã

A Câmara da Covilhã vai promover neste verão um conjunto de iniciativas que aliam a música e a arte urbana com o objetivo de aumentar a oferta cultural e dar vida ao centro histórico da cidade.

302
Jornal do Fundão

Segundo a autarquia, os concertos, que apostam em “nova música portuguesa”, serão realizados a cada sábado, entre 4 agosto e 15 de setembro, tendo como cenário as diversas obras de artes urbanas que existem na cidade e sobre as quais será feito o respetivo enquadramento.

“O objetivo é o de que não seja apenas um concerto, queremos também contribuir para aumentar a cultura musical e o conhecimento sobre estas artes urbanas, que constituem um conteúdo tão relevante no nosso território e na nossa marca territorial”, explicou a vereadora da Cultura deste município, Regina Gouveia.

Esta responsável adiantou igualmente que, além dos concertos, também haverá visitas-guiadas encenadas que partem e regressam ao local do concerto para que o público possa conhecer melhor o centro histórico e aderir à oferta musical.

O primeiro desta série de concertos terá lugar a 4 de agosto, no Miradouro das Portas do Sol, com Sequin.

A música prossegue no dia 11 de agosto, com o covilhanense João Salcedas e o seu projeto Jazz Sax Live Act, na Praça do Município.

No dia 18, a artista Lince atua no Largo de Nossa Senhora do Rosário.

No dia 25 de agosto, o Campo das Festas acolhe um espetáculo solidário de apoio aos Bombeiros da Covilhã, que estará a cargo dos Cassete Pirata.

No dia 1 de setembro realiza-se o concerto Senhor Doutor, junto às escadinhas do Castelo.

A 08 de setembro, o músico local Renato Folgado apresenta o seu novo espetáculo “Nós os Dois”, no Largo da igreja de Santa Maria.

A fechar a iniciativa, Tio Rex atua, dia 15, no Paço 100 Pressa.

A autarquia frisa ainda que cada um dos concertos é realizado com o apoio de empresas da cidade, nomeadamente a Teleperformance, a Nata Lisboa, a Interprev, A Casa das Muralhas, a Casa com História e o Paço 100 Pressa.

LUSA