“Até ao momento, não temos informação de portugueses entre as vítimas”, garantiu esta terça-feira o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, no seguimento dos fogos florestais na Grécia que já fizeram mais de 60 mortos e várias centenas de feridos.

Apesar de não estar nenhum português envolvido, o secretário de Estado avançou que estão cerca de mil portugueses em território grego, entre os quais residentes e turistas.

“De acordo com informação que nos foi prestada por volta das 14h00, pelas agências de viagens, haverá entre 100 a 200 pessoas em fluxo de viagem por razões turísticas”, referiu José Luis Carneiro em declarações reproduzidas pela RTP3.

O responsável português salientou também que há cerca de 700 portugueses om residência “nas imediações de Atenas ou em território grego”. No entanto, destacou que estes números carecem ainda de validação oficial.

José Luís Carneiro acrescentou ainda duas recomendações para os cidadãos nacionais que estão em território grego ou para os que vão viajar para Atenas nos próximos dias.

A primeira é que consultem a “informação atualizada que está no portal das comunidades portuguesascom contactos disponíveis” e que podem ajudar. A segunda é que “contactem as agências de viagem responsáveis pela marcação para averiguar a segurança das regiões” de destino.

O Presidente da República e o Primeiro-ministro português já enviaram mensagens solidárias para a Grécia. Marcelo lembrou Pedrógão, ao passo que Costa destacou o apoio que Portugal também está a dar à Suécia.