Nigéria: Inundações matam cerca de 200 pessoas

Quase 200 pessoas morreram devido às inundações provocadas pelas fortes chuvas em 12 estados da Nigéria, anunciou hoje a Agência Nacional de Gestão de Emergências (NEMA, na sigla em inglês).

159
© Reuters

As fortes chuvas sazonais fizeram transbordar os rios Níger e Benue, inundando aldeias e bloqueando dezenas de milhares de pessoas em suas casas, enquanto outras fugiram das áreas inundadas.

O estado de calamidade foi declarado há dez dias em quatro estados: Kogi, Delta, Anambra e Níger.

Kogi e Níger situam-se no centro da Nigéria, enquanto os estados do Delta e Anambra são no sul.

O secretário-geral da Cruz Vermelha nigeriana, Abubakar Kende, expressou preocupação com o risco de cólera após as fortes inundações.

No nordeste, um surto de cólera já matou quase 100 pessoas nas últimas duas semanas, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas).

A estação chuvosa é propícia para a propagação da epidemia, que ressurge todos os anos quase sempre no mesmo período, em campos de deslocados internos ou em locais onde as condições sanitárias estão muito deterioradas.

A cólera é uma infeção diarreica aguda causada pela ingestão de água ou alimentos contaminados. O seu tratamento é fácil, nomeadamente pela reidratação, mas se não for tratada pode matar em poucas horas.

LUSA