“Queremos ganhar a confiança dos clientes para que seja o próprio cliente a validar o valor que paga”

“A Alfa Energia pretende ser muito mais do que uma mera empresa de comercialização de energia”, afirma Nuno Falcão, Acionista da Alfa Energia. Mas o que pretende ser a Alfa Energia? O nosso entrevistado responde e revela as valias de uma marca que tem na satisfação do cliente o seu principal desiderato.

1090

Comecemos com uma pergunta muito simples, mas complexa: porquê poupar energia?

É uma pergunta pertinente. Aliás, posso dizer que é um tema da moda, moda essa que deveria ter começado há mais tempo. Desde logo por uma razão financeira, se pouparmos vemos esse resultado refletido na nossa fatura de cada mês. Depois, por uma questão ambiental, ao poupar energia, estamos efetivamente a fazer um uso mais racional do recurso que lhe deu origem.

Portugal está entre os países onde a eletricidade é mais cara. De que forma a Alfa Energia tem procurado diferenciar-se no mercado?

Efetivamente Portugal está nos lugares cimeiros desse ranking europeu. Ainda recentemente, segundo os dados do Eurostat, em 2017, ocupávamos o terceiro lugar. Não é nada que nos devamos orgulhar, no entanto é preciso que todos saibam que mais de 50% do valor da fatura são impostos e taxas e, nesse sentido, para baixar o preço da energia a minha sugestão seria começar por aliviar a carga fiscal de um bem essencial para todos.

A diferenciação que a Alfa Energia pretende ter, neste panorama altamente competitivo, é conseguir gerar confiança e criar valor acrescentado aos nossos clientes. Conseguindo passar essa mensagem, julgo que temos tudo para ser bem-sucedidos. Ao mantermo-nos atentos à nossa concorrência, aprendemos todos os dias os bons e os maus exemplos e, por isso, acreditamos que ao sermos fiéis aos nossos princípios e primarmos pela transparência das nossas ações estamos também a cimentar esse caminho de sucesso.

A expressão “apertar o cinto” continua a fazer sentido para muitos de nós, portugueses. E é em casa que podemos começar a economizar com a poupança de energia. Neste sentido, que soluções a Alfa Energia oferece?

Não lhe chamaria “apertar o cinto”. A meu ver essa expressão tem uma conotação negativa e transporta-nos para os momentos menos bons que Portugal atravessou recentemente. Eu prefiro dizer que continua, e faz cada vez mais sentido ser eficiente. A eficiência é uma qualidade que associo a algo bom, que gera poupança, que reduz perdas, enfim, algo positivo. Penso que é dessa forma que devemos ver as coisas.

É, de facto, em casa que podemos começar a poupar. E uma das formas é literalmente reduzir consumos. Para conseguirmos é importante ganharmos alguma sensibilidade, e tentar perceber como é que estamos a consumir energia em nossa casa, em que momentos é que consumimos, que equipamentos e quanto é que cada um consome. Hoje em dia, existem equipamentos de fácil instalação que nos permitem visualizar graficamente o quanto estamos a consumir e em que momento. A Alfa Energia também fornece esse tipo de soluções de monitorização que através de dados, especialmente visuais, permitem ao utilizador ir ganhando sensibilidade do consumo e, quase por intuição, acabamos por reagir, com ações que nos vão gerar poupanças e, muitas vezes, sem precisar de fazer qualquer investimento. Um exemplo que eu costumo dar, é a minha própria experiência. As potências contratadas para apartamentos de tipologia T2 ou T3 são tipicamente de 6,9 kVA, no meu caso, o uso de um equipamento desses foi suficiente para perceber que, durante um ano, eu nunca superei os 5,2 kVA de potência instantânea, por isso, bastou ligar para a comercializadora a pedir a redução de potência para o patamar de potência anterior, ou seja, 5,75 kVA, e com isso poupei cerca de 20€/ano. Efetivamente não é um valor muito elevado, mas, para mim, é dinheiro que fica do meu lado.

A Alfa Energia, fruto também da experiência dos seus fundadores como consumidores, produtores, estudiosos e entusiastas da poupança de energia, procurou encontrar desde o início soluções geradoras de poupança efetiva para os clientes. Temos a perfeita consciência que, ao nível doméstico, uma grande fatia do nosso consumo de energia vai para o aquecimento de água, em gás ou eletricidade. Nesse sentido achamos estratégico incluir nas nossas ofertas de produtos, uma solução híbrida, a que chamamos “Água Quente Fotovoltaica”. basicamente é uma solução que usa a energia elétrica produzida pelos painéis fotovoltaicos para aquecer água através de uma resistência e, quando já não é necessário aquecer mais água, a energia pode ser reencaminhada para outros equipamentos ou, associando um inversor DC/AC, para a rede elétrica da casa. Como resultado vamos ter uma poupança na fatura de eletricidade e/ou gás.

Alfa Energia pretende ser muito mais que uma empresa. Porquê escolher Alfa Energia?

A Alfa Energia pretende ser muito mais do que uma mera empresa de comercialização de energia. O nosso objetivo é criar relações de confiança com cada cliente, sustentados na transparência, na competência das nossas ações diárias e no valor acrescentado que podemos trazer aos clientes. Não temos surpresas nas faturas, e não cobramos serviços extras. As nossas faturas de energia são claramente transparentes, sem grandes rodeios nem custos suscetíveis de gerar desconfiança. É esta a mensagem que queremos passar aos clientes. E mesmo que haja alguma dúvida, temos sempre alguém para esclarecer do outro lado do computador ou do telefone pertencente aos quadros da empresa, não usamos “callcenters”. Para nós cada cliente é único, com as suas próprias especificidades!

Num mercado atual cada vez mais competitivo, os desafios para se apresentar as melhores condições de fornecimento de energia são muitos?

A alta competitividade deste mercado é algo que já estávamos à espera quando decidimos entrar no negócio da comercialização de energia. Posso dizer que este é um negócio de tostões e, por isso, a otimização e a eficiência dos processos que envolvem a comercialização de energia tem que funcionar e funcionar muito bem. Há pouca margem para errar, por isso temos que ser bons naquilo que fizermos.

Todos os nossos processos estão otimizados e o mais automatizado possível para que consigamos gerir com o mínimo de recursos e com isso refletir nos preços que apresentamos ao mercado.

Não pretendemos entrar em loucuras de preços apenas para ganhar clientes, mas queremos ganhar a confiança dos clientes para que seja o próprio cliente a validar o valor que paga, continuando assim a ser cliente da Alfa Energia por muitos anos.

Há pequenos gestos que podemos adotar ou alterar, no dia a dia, para vermos a fatura de luz reduzir-se consideravelmente? Pode deixar algumas dicas aos nossos leitores?

Como já comentei há pouco, sou uma pessoa que não gosta de desperdiçar, e, para mim, todo o cêntimo é importante. A minha principal sugestão é, desde logo, acabar com os stand by dos equipamentos, é muito prático carregar no botão do comando e desligar o televisor e a box, mas aquela luzinha vermelha ou azul, bem feitas as contas, pode representar um custo no final do ano, que nos pode surpreender. Basta ligar o equipamento a um daqueles medidores de consumo de tomada para percebermos que aquele LED vermelho (e restante eletrónica associada ao standby) pode representar uma potência que pode chegar aos 15W. E, fazendo bem as contas, podemos ter um consumo anual que pode chegar aos 120 kWh por equipamento, e ao preço de energia de 0,1625€/kWh estaríamos a poupar cerca de 19€/ equipamento/ ano. Se tivermos em conta a existência de dois ou três equipamentos com stand by, rapidamente atingimos um valor de poupança anual superior a 50€.

Se pretendermos investir um pouco mais, nesse caso há outras opções que seguramente são geradoras de uma maior poupança. nesse caso destaco as soluções de água quente solar e o autoconsumo fotovoltaico.