Fundação La Caixa lança concurso de apoio a pessoas com doenças avançadas

A Fundação La Caixa vai lançar na quarta-feira um concurso para projetos de movimentos associativos de apoio a pessoas com doenças avançadas e que terá um montante máximo de 50 mil euros/ano.

597
© iStock

Em comunicado, a Fundação La Caixa, destaca que o concurso, que surge no âmbito do Programa de Apoio Integral a Pessoas com Doenças Avançadas da Fundação em Portugal, designado por Programa Humaniza, visa “apoiar projetos de movimentos associativos com reconhecida intervenção no âmbito de doenças avançadas”.

A Fundação La Caixa explica que o concurso é dirigido a “entidades privadas sem fins lucrativos com o intuito de reforçar a intervenção de três associações representativas de doentes, familiares, profissionais, amigos e/ou voluntários”, com reconhecida ação no âmbito de doenças avançadas.

O objetivo, segundo a La Caixa, é “promover e financiar a implementação de projetos inovadores de sensibilização pública e /ou de promoção de apoio durante e/ou luto no âmbito psicossocial e espiritual, a doentes e às suas famílias”.

“O apoio aos projetos terá a duração de um ano, com possibilidade de renovação por um período máximo de três anos, dependente do cumprimento dos objetivos e dos resultados estabelecidos”, que serão avaliados anualmente.

De acordo com o comunicado, o apoio financeiro conferido pela Fundação a cada entidade selecionada vai corresponder a um montante máximo de 50.000 euros por ano a determinar de acordo com a dimensão final do projeto.

O prazo de submissão das candidaturas tem início na quarta-feira e termina a 28 de novembro.

“Posteriormente, uma comissão composta por especialistas será responsável por avaliar os projetos submetidos”, é ainda referido na nota.

Em agosto, a Fundação anunciou que dez instituições ligadas à saúde do continente e ilhas iriam receber apoio do Programa Humaniza, traduzido em mais de cem mil euros para cada uma, para reforçar as equipas de cuidados paliativos e apoiar doentes e famílias.

No âmbito do Programa Humaniza, a Fundação La Caixa, o Ministério da Saúde e os Governos Regionais das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores já impulsionaram a criação de 10 equipas de apoio psicossocial para reforçar o apoio a pessoas em fim de vida.

Estas equipas vão começar ainda este ano a desenvolver a sua ação no terreno.

O Programa, que tem a colaboração do Governo e o patrocínio da Fundação, é a versão portuguesa de uma iniciativa que já existe em Espanha e que desde 2009 já chegou a quase 135 mil doentes e 187 mil familiares.

Este Programa baseia-se num modelo de intervenção por equipas de apoio psicossocial, constituídas por profissionais que vão dar apoio psicológico, social e espiritual em situações de doença avançada.

LUSA