No âmbito do Dia Mundial da Diabetes, destaca o facto de o Observatório ser uma ferramenta de extrema utilidade que, por existir em Portugal há 10 anos, causa até “inveja” a muitos países, como teve oportunidade de notar em diversos congressos internacionais. Aproveita ainda para salientar a importância de “não baixar a guarda na luta sem tréguas contra a pandemia da diabetes”.

“Termos em Portugal um histórico de 10 anos do estudo da Diabetes, que nos permite olhar para números relacionados com a prevalência e incidência da diabetes, mas também a cobertura dos cuidados e as assimetrias regionais, é algo que muitos países invejam”, salienta João Raposo.

Segundo dados do último relatório do Observatório Nacional da Diabetes, a diabetes afeta mais de 1 milhão de portugueses entre os 20 e os 79 anos de idade, sendo que “sabemos que em 2015 este valor aumentou na ordem dos 13,5% face ao período entre 2009 e 2015. E este aumento, que com grande probabilidade também estará retratado no próximo relatório, a apresentar em março de 2019, prova que não podemos baixar a guarda na luta sem tréguas contra a pandemia da diabetes, doença que esteve na origem de 4,0% das mortes ocorridas em 2015”, destaca o novo diretor do Observatório Nacional da Diabetes.

O Observatório Nacional da Diabetes celebra 10 anos de um trabalho que permitiu, através da colaboração de várias entidades, recolher, validar, gerar e disseminar informação fiável e cientificamente credível sobre a Diabetes em Portugal. Em março de 2019 assinala esta data com a apresentação de mais um relatório, com dados referentes ao período entre 2016 e 2017.