Vestuário: produção mais eficiente com a Lectra

Acreditamos plenamente que a tecnologia da Lectra, preparada para a Indústria 4.0, irá continuar a ajudar-nos a melhorar e a aperfeiçoar o funcionamento da nossa sala de corte, e a criar uma base bem estruturada na qual poderemos fazer assentar uma unidade de produção plenamente inteligente”.

564

DESAFIO

Criada em Zhengzhou, China, em 2001, a Ese.Y tem-se dedicado ao aperfeiçoamento da I&D e da produção no seio da sua atividade industrial, o que a posiciona como líder na categoria de calças para senhora. A sua fábrica de produção no Parque Industrial Têxtil de Zhengzhou é o maior local de produção de calças para senhora na China.

Apesar do êxito, a Ese.Y sabia que não podia dar-se ao luxo de parar de inovar. Na China, a procura de moda por parte do consumidor tem crescido de forma constante, as vendas online aumentaram drasticamente, e a promoção do comércio eletrónico está a fazer mudar a forma de trabalhar da indústria da moda. A Ese.Y decidiu dar o salto para a produção inteligente, que lhe iria permitir criar uma cadeia de fornecimento mais ágil e processar de melhor forma as encomendas de pequenas quantidades que se tornaram uma caraterística destes novos mercados.

SOLUÇÃO

Depois de analisar as opções, a Ese.Y escolheu as máquinas de corte Vector da Lectra. As máquinas de corte de alto desempenho trouxeram uma ampla variedade de opções de gestão de tecido, e eram suficientemente versáteis para darem conta até das encomendas mais complicadas. Cada máquina Vector ajudou a Ese.Y a economizar mais de 300 000 RMB anualmente só em custos de mão-de-obra. As máquinas também fizeram reduzir o desperdício de material e ajudaram a baixar o custo de tecido por peça cortada, graças ao corte preciso, sem zonas intermédias entre as peças.

“Assistimos a um aumento drástico na produtividade e na agilidade, o que nos permite responder com rapidez e eficiência aos requisitos de produção em evolução”, afirma Sun Yifei, vice-presidente da Ese.Y. “A Lectra ajudou-nos a adaptar a nossa operação à produção de pequenas quantidades, a melhorar a qualidade do produto e a reduzir os custos”.

Com o cada vez maior apetite por moda e os eventos de compras online como o Double 11 (“Dia dos Solteiros”), que estão a levar as pessoas a comprar desenfreadamente, o negócio de vestuário online na China está em expansão. Este rápido crescimento do comércio eletrónico ajudou o fabricante de vestuário Ese.Y a atingir um estatuto lendário. Em 2011, as vendas de calças de senhora da Ese.Y no site Tmall.com atingiram 8 milhões de RMB. No ano seguinte, aumentaram para 80 milhões de RMB, e depois para 200 milhões de RMB em 2013, antes de ultrapassarem os 300 milhões de RMB em 2015. Hoje em dia, a Ese.Y detém o primeiro lugar na categoria de calças de senhora no Tmall.com.

PRODUÇÃO PARA COMÉRCIO ELETRÓNICO

O comércio eletrónico pode ter trazido o êxito à Ese.Y, mas o modelo de negócio online também acarreta grandes desafios para o fabricante de roupa. Os picos de procura imprevisíveis e a preferência dos millennials por produtos personalizados exigem uma produção com uma configuração mais flexível em vez de convencional, baseada em encomendas. Durante o festival “Double 11” em 2016, a loja Tmall. com da Ese.Y fez 10 milhões de RMB em vendas em apenas 20 minutos — um novo recorde em calças de senhora. A Ese.Y precisava de uma configuração de produção ágil para processar um tão elevado pico de encomendas num período tão curto.

A Ese.Y percebeu que uma combinação de produção inteligente e tecnologia avançada era a chave para criar uma cadeia de fornecimento mais flexível e para conciliar a configuração de produção convencional com as necessidades do comércio eletrónico. “A solução de sala de corte da Lectra tornou a nossa unidade de produção mais ágil, para que pudéssemos lidar mais facilmente com as flutuações da procura”, afirma Sun Yifei. “Durante o Double 11 em 2012, demorámos dez dias a entregar 80 mil encomendas. Em 2016, concluímos a produção no primeiro dia — o dia em que as encomendas foram recebidas —, o que constituiu uma verdadeira prova da melhoria da nossa eficiência”.

PROCURA DE PRODUTOS DE EXCELÊNCIA

Na China, o mercado online começou a dar primazia às marcas de gama-alta, com os consumidores jovens a procurarem qualidade de excelência e personalização. A Ese.Y concentrou a atenção na melhoria da qualidade, com vista à adição de uma gama de produtos de qualidade superior à loja de comércio eletrónico.

As peças cortadas numa sala de corte manual variam geralmente de peça para peça, em valores que podem atingir os vários milímetros, o que resulta em desperdício de tecido e impacto negativo na eficiência de montagem e na qualidade. A máquina de corte Vector da Lectra produzia peças cortadas normalizadas, eliminando irregularidades, melhorando o processo de montagem e assegurando sempre um produto sistematizado e de qualidade.

“Mesmo em modelos, tecidos e operadores similares, as calças que custam entre 100 e 200 RMB irão diferir substancialmente em qualidade das que custam entre 700 e 800 RMB”, explica Yifei. “A tecnologia da Lectra ajudou-nos a atingir estes padrões mais elevados sem aumentarmos os nossos custos”.

PEQUENAS QUANTIDADES, PROCESSAMENTO MAIS RÁPIDO

Anteriormente, no site Taobao.com, um único artigo campeão de vendas era potencialmente suficiente para sustentar toda a loja. Hoje em dia, as marcas precisam de dezenas de campeões de vendas para conseguirem o mesmo objetivo. Como resposta, a Ese.Y está a explorar um novo modelo de retalho que combina a venda online e offline, e a renovar as operações, para que possam consolidar a multi-especificação e a produção de pequenas quantidades, o que lhes permitirá dar uma rápida resposta às novas encomendas e às flutuações na procura. As soluções de sala de corte da Lectra fazem parte destas instalações inteligentes atualizadas, que ajudam a produção da Ese.Y a manter-se rápida, flexível e lean.

“A nossa meta é tornarmo-nos totalmente automatizados, flexíveis e 100% inteligentes”, afirmou Sun Yifei. “As soluções de corte da Lectra têm-nos ajudado a melhorar a nossa qualidade de corte, a capacidade de produção, a taxa de utilização de material e a eficiência global. Acreditamos plenamente que a tecnologia da Lectra, preparada para a Indústria 4.0, irá continuar a ajudar-nos a melhorar e a aperfeiçoar o funcionamento da nossa sala de corte, e a criar uma base bem estruturada na qual poderemos fazer assentar uma unidade de produção plenamente inteligente”.