O mais recente estudo da DHL fornece uma visão geral das atuais tendências e das expectativas dos consumidores. Participaram cerca de 6 mil pessoas do Reino Unido, Estados Unidos, Itália, Austrália e Japão, respondendo a perguntas sobre os seus hábitos de compra e as razões que estão na origem das mesmas. Como parceira de logística de longa data de designers, eventos e marcas, a DHL encomendou este estudo para destacar a importância de uma rede operacional global, precisa, fiável e rápida na indústria da moda.

A DHL avançou com este estudo para ter uma análise mais aprofundada sobre as tendências atuais da moda e salientar as semelhanças com o mundo da logística. Ambas as indústrias operam redes globais e trabalham de forma criativa, precisa e rápida”, refere Arjan Sissing, SVP Group Brand Marketing.

Entre outros aspetos, o estudo demonstra que os consumidores no Reino Unido valorizam especialmente a produção ética, enquanto as mulheres no Japão priorizam a qualidade dos produtos. 15% dos participantes leem a etiqueta para confirmar o local de produção de uma peça de roupa; em Itália, a percentagem chega a 41%. Além disso, os compradores querem saber se, e de que forma, a cadeia de expedição de produtos pode afetar o meio ambiente. E um quarto dos consumidores valoriza a produção sob condições de trabalho justas. Especialistas como a jornalista de moda britânica Karen Kay também enfatizam que há uma tendência de maior consciencialização para o impacto ambiental e aspetos sociais, especialmente entre as gerações mais jovens.

Desde 2008, a DHL estabeleceu parcerias com várias semanas de moda e oferece serviços personalizados para entregar as peças das coleções dos designers nos eventos, assegurando os níveis de confiança e pontualidade. Destacam-se as parcerias com as semanas de moda de Londres e Copenhaga, a Amazon Fashion Week de Tóquio e as semanas de moda Mercedes-Benz em Sidney e Moscovo.

A DHL trabalha também com importantes associações do setor espalhadas por todo o mundo, entre elas o Conselho de Estilistas de Moda dos EUA (CEDA), o Conselho Britânico de Moda, a Câmara Nacional de Moda Italiana, a Organização da Semana da Moda do Japão e a Agência de Artefactos da Rússia. Em outubro de 2017, a DHL e a CEDA publicaram “A Cadeia de Fornecimento Centrada no Ser Humano”, um estudo sobre modelos de negócios para o futuro da moda. Uma análise e reflexão sobre as soluções para os principais desafios e áreas das cadeias de abastecimento da indústria da moda. Além disso, a DHL promove e apoia jovens designers com programas de workshops e prémios que incluem serviços de transporte e orientação logística para a internacionalização dos seus negócios. A DHL trabalha também com vários designers já estabelecidos, como a VETEMENTS, que dedicou um capítulo em separado da sua coleção à DHL na sua coleção Primavera/Verão 2018.

A DHL disponibiliza informações relacionadas com moda e parcerias nas suas redes sociais, através do Facebook, Twitter e Instagram. A página do Facebook “DHL Fashion” tem quase 200.000 seguidores.

 

Décadas de experiência em logística de moda

Como principal parceiro de logística para a indústria da moda, joalharia e lifestyle, a DHL tem décadas de experiência e especialização na logística de moda. A empresa oferece uma ampla gama de soluções logísticas personalizadas, incluindo uma variedade de serviços para e-commerce, entrega em lojas e centros comerciais, ou serviços integrados de armazenamento e de valor acrescentado em centros especiais de distribuição de moda. Os serviços da DHL dirigem-se a grandes empresas de moda e designers, como também a jovens talentosos e ambiciosos. A DHL ajuda-os a estabelecerem o seu nome na indústria da moda, com soluções de logística flexíveis, fazendo chegar as suas criações aos eventos de moda e às lojas em todo o mundo.