Em Portugal, o Observatório Astronómico de Lisboa entregou em agosto do ano passado ao Governo português um estudo que conclui que Portugal não deve pôr fim à mudança da hora. No dia 28 de outubro de 2018 a hora legal em Portugal continental e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira foi atrasada em 60 minutos, coincidindo assim com o tempo universal coordenado.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa organiza o debate “Mudar ou não a hora em Portugal? Várias respostas para uma mesma questão”, no dia 8 de janeiro de 2019, pelas 18h00, no seu campus do Campo Grande, no edifício C6, anfiteatro 6.2.56.

A iniciativa, de entrada livre, com a duração previsível de duas horas, visa uma abordagem interdisciplinar da temática, por isso o debate inclui a participação de cientistas das seguintes áreas: Geofísica, Astronomia, Medicina do Sono, Economia e Ciências Sociais.