A UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto redefiniu a estratégia, alterou a missão, aproximou-se da indústria e lançou um novo website.

“Em 2018, ajustamos o nosso posicionamento e continuamos a vincar a nossa aproximação à indústria. Definimos, assim, um conjunto de iniciativas e programas que aproximam cada vez mais a indústria à academia. Queremos encurtar a distância entre as grandes empresas e as startups, mas também entre as startups e a Universidade.” afirma Clara Gonçalves, diretora executiva da UPTEC. A UPTEC posiciona-se, assim, mais perto da indústria ao tentar trazer os grandes players para a Universidade.

Na sequência da redefinição do posicionamento da UPTEC, surge também uma nova comunicação digital e novas designações dos centros UPTEC. O lançamento do novo website é o marco principal de uma imagem que “pretende ser mais arrojada, menos institucional e mais próxima dos criativos e da tecnologia”, assegura Orlando Rocha, diretor criativo da Miew Creative Studio, o estúdio responsável pela conceção do novo website.

O objetivo da mudança no nome dos centros UPTEC passa por dar mais destaque ao contexto geográfico de cada centro, em detrimento das áreas de atuação das empresas. “Cada centro é também potenciado pelo contexto que o rodeia. A localização dos centros é estratégica e as empresas beneficiam de uma série de estruturas que estão localizados perto das suas instalações. Isso é facilmente reconhecido se pensarmos nas zonas da Asprela, da baixa da cidade do Porto e em Leça da Palmeira.” afirma Clara Gonçalves acerca das novas designações dos centros UPTEC.

Os novos nomes dos centros da UPTEC são: UPTEC Asprela I (antiga UPTEC TECH), UPTEC Asprela II (antigo Centro de Inovação), UPTEC Baixa (antiga UPTEC PINC) e UPTEC Mar (mantém a anterior designação).

Criada em 2007, a UPTEC já apoiou mais de 550 projetos, graduou 73 empresas e tem, neste momento, 186 empresas incubadas.