Hipay: Mais de 200 métodos de pagamentos à sua disposição

A referência multibanco é o método de pagamento local mais utilizado pelos portugueses. Mas como funcionam as referências multibanco? Quais são as mais-valias? Existem riscos associados? Eduardo Barreto, General Manager da Hipay Portugal, explica-lhe tudo.

604

De forma a contextualizar o nosso leitor, que empresa é a HiPay?

A HiPay é uma Fintech com presença global, especializada em serviços de pagamentos MultiCanal. Em Portugal, contamos com mais de 700 clientes e somos líderes de mercado em termos do processamento de pagamentos à distância, tanto para pequenas empresas, como para grandes empresas e Marketplaces. Temos imenso orgulho em dizer que metade dos nossos 180 colaboradores trabalham na área técnica. Isto vê-se na qualidade da nossa plataforma, na simplicidade de integração e na agilidade em desenvolver novos produtos e funcionalidades.

As referências multibanco são hoje um método muito popular para o pagamento de compras e serviços online, em Portugal. Mas o que é fundamental saber sobre as referências multibanco? Quais são as suas mais-valias?

As referências multibanco são, de facto, um método de pagamento muito popular em Portugal. A sua popularidade deve-se à sua versatilidade, pois foi um método que respondeu bem às necessidades que levaram ao seu desenvolvimento, nomeadamente o pagamento de faturas, e que soube adaptar-se ao pagamento das compras online. A sua mais-valia é ser vista como um método de pagamento seguro, onde não é necessário partilhar os dados de um cartão. É também seguro para os comerciantes, pois há pouco risco de um pagamento ser considerado fraudulento, após ter sido efetuado.

E quanto ao Hipay, quais são as mais-valias? De que forma se diferencia das demais empresas especializadas em sistemas de pagamento por referência multibanco em Portugal?

A plataforma de pagamentos da HiPay distingue-se pela tecnologia que desenvolveu para ajudar os seus clientes a aumentarem a sua faturação.

Com uma simples integração, a HiPay disponibiliza cerca de 220 métodos de pagamentos, entre os quais as referências Multibanco, o MBWay, o processamento de pagamentos com cartões de débito e de crédito em mais de 150 moedas, o das transferências bancárias através do Sofort, Paypal, Ideal, Klarna, Boleto Bancário, etc., permitindo aos nossos clientes o acesso, não só ao mercado português, mas também ao mercado global, incluindo o Brasil, maximizando, assim, o potencial do seu negócio.

Vamos para além do pagamento também, oferecendo todo um conjunto de ferramentas destinadas a aumentar a taxa de conversão, a automatizar o processo de reconciliação e a minimizar a fraude.

Com uma solução de pagamentos simplificada e concebida para PME’s e pequenos negócios, que papel pretende a HiPay assumir no mercado e no seio do tecido empresarial?

A Plataforma da HiPay foi concebida de forma modular, o que nos permite oferecer o serviço simplificado característico das PMEs, como também responder aos complexos requisitos das grandes empresas. Temos a grande vantagem de sermos ágeis e respondermos rapidamente às necessidades dos clientes. Posicionamo-nos como o parceiro que permite o processamento de qualquer tipo de pagamento, por qualquer método, em qualquer lugar, de forma segura, económica e eficaz.

Hoje, as referências multibanco são, de facto, a melhor forma de pagamento à distância?

As referências multibanco têm as suas vantagens e desvantagens e, se é ou não a melhor forma de pagamento, tal vai depender da área de negócio, do modelo adotado e de muitos outros fatores, inclusive para quem se quer falar. Porém, as referências multibanco são um método de pagamento fundamental para quem opera no mercado português.

Mas existem riscos associados? Temas como a cibersegurança, proteção de dados ou ataques cibernéticos são, nesta era globalizada e das novas tecnologias, riscos reais?

Apesar da referência multibanco ser um método de pagamento bastante seguro, existem riscos. Estes riscos podem ser bastante reduzidos, até eliminados se tomarmos as seguintes precauções: nunca partilhar os nossos dados bancários, os dados pessoais, as passwords e matrizes do banco com ninguém, mesmo que o email pareça vir do nosso banco. Nenhuma entidade financeira pede estes dados aos seus clientes. Finalmente, se algum produto está a ser vendido por um preço demasiado bom para ser verdade, então é porque é demasiado bom para ser verdade – especialmente se for um particular e pedir para ser pago por referência.

Que verdadeiros desafios se impõem hoje às empresas especializadas em sistemas de pagamento por referência multibanco?

O verdadeiro desafio é a velocidade a que o mundo dos pagamentos está a evoluir. Em termos de legislação, como em termos de produtos e funcionalidades novas. Acompanhar esta evolução e até liderá-la em alguns casos, requere uma imensa habilidade técnica, coisa que faz parte do ADN da HiPay como Fintech, e que permite aos nossos clientes sentirem-se seguros, porque têm um parceiro que: 1) respeita a importância e a confiança depositada na HiPay para processar a sua fonte de rendimento com uma plataforma estável, segura e certificada pelos reguladores; 2) que disponibiliza as tecnologias mais avançadas para incrementar ao máximo a sua taxa de sucesso e fazer crescer a facturação; 3) que acompanha o seu crescimento com uma excelente equipa de apoio ao cliente baseada em Portugal.