Cinco anos depois, a organização avança com um vídeo teaser de revelação das datas, deste que já é um festival de tradição, tanto na origem das raízes minhotas de onde se inspira, como na assiduidade de edições e de público fiel que ano após ano não para de crescer.

As restantes novidades ficam para breve mas André Fernandes, membro da organização do festival, garante que não vão faltar motivos para rumar ao Minho para mais uma edição do festival.

Ainda sem revelar nenhuma banda, André Fernandes explica que o conceito desta edição é claramente inspirado no património cultural e musical de Amares, concelho que viu nascer um dos mais importantes ícones da música portuguesa, António Variações. “A maioria das bandas e artistas que fazem parte do cartaz desta edição foram escolhidos porque, de alguma forma, o trabalho discográfico alia música moderna com música tradicional. Tal como em tempos António Variações foi denominado como “um cantor de folclore moderno” queremos que o cartaz de 2019 respire exatamente essa premissa. Vamos, por isso, trazer bandas que se inspiram nas sonoridades tradicionais do nosso país, e até de países vizinhos, para criar música de agora com um twist de outros tempos.”

O cartaz completo irá ser revelado muito em breve mas há 4 coisas que já foram confirmadas: campismo gratuito, piscina, um anfiteatro natural de perder de vista e claro, muita boa música.