A 3ª edição do National Geographic Summit desafia os portugueses a assumirem o compromisso de escolher entre o nosso planeta ou o plástico. No dia 29 de abril, na Casa da Música, no Porto, a National Geographic traz de novo a Portugal algumas das mais proeminentes vozes que trabalham em prol da proteção do planeta e da conservação das espécies. Especialistas nacionais e internacionais que trazem até nós a sua experiência, ideias e formas de atuação, com o objetivo de reduzir (e em alguns casos) eliminar a produção e o consumo de plásticos descartáveis.

Todos os anos 9 milhões de toneladas de lixo acabam no oceano e estima-se que aí vão permanecer por mais de 450 anos. Este é um problema recente, metade do plástico produzido foi feito nos últimos 15 anos, mas está a impactar drasticamente o futuro do nosso planeta. Se o plástico ajudou a revolucionar a forma como vivemos, o plástico descartável, como garrafas de água, palhinhas ou sacos de plásticos, está a gerar milhões de toneladas de resíduos que acabam maioritariamente nos oceanos e neles permanecem ameaçando os ecossistemas marinhos.

É neste contexto que surge o compromisso ‘Planeta ou Plástico’, lançado em 2018 pela National Geographic a nível mundial, e que nesta conferência irá procurar levar os portugueses a pensar e a agir quando colocados perante a opção de escolher entre o futuro do nosso planeta ou a continuação da utilização de plástico descartável.

Após o sucesso das duas primeiras edições do National Geographic Summit, que trouxeram a Lisboa oradores de renome internacional como Jane Goodall, Sylvia Earle, Jody Cobb, Terry Virts e Charlie Hamilton James, este ano, a National Geographic traz ao Porto alguns dos mais conceituados especialistas e exploradores, tais como:

Brian Skerry, um dos principais fotógrafos subaquáticos do mundo e um National Geographic Photography Fellow, que é uma das principais vozes da conservação marinha. As suas imagens premiadas mostram as condições adversas sob as quais as espécies marinhas se encontram e oferecem esperança para a proteção da vida nos oceanos. Lucy Hawkes foca a sua investigação nas migrações feitas pelas aves e algumas espécies marinhas, trazendo a palco a perspetiva dos animais relativamente à poluição dos oceanos através do plástico. Estará também presente a investigadora Paula Sobral, bióloga, especialista em microplásticos e lixo marinho, fundadora e Presidente da Associação Portuguesa do Lixo Marinho. Além disso, a edição deste ano do Summit conta com a presença de Jamie Butterworth, responsável pela gestão de investimentos na Circularity Capital, que vai falar sobre a economia circular. Por fim, o painel de oradores fica completo com Lauren Singer que vai partilhar a sua experiência ao viver um estilo de vida com Desperdício Zero, sem produzir lixo.

Sobre esta 3ª edição do National Geographic Summit, Luís Fernambuco, General Manager da National Geographic Partners Portugal, refere “queremos que através dos testemunhos daqueles que investigam e procuram soluções para a problemática do plástico descartável, dar maior visibilidade à dimensão do problema, mas também contribuir com pistas e caminhos para a sua resolução. O nosso grande objetivo é que após este evento, os que nos ouviram sintam que podem fazer parte da solução: assumir o compromisso entre o planeta ou o plástico não é difícil. Mudando um pouco todos os dias, evitando ou eliminando o plástico descartável, é possível fazer a diferença”.

A mudança de comportamentos tem de começar também pelos mais novos, por isso o National Geographic Summit organiza, pela terceira vez, um momento inteiramente dedicado às crianças. O Summit Junior decorre também no dia 29 de abril, entre as 10h30 e as 12h00, junta alunos do 5º e 6º ano de todo o país e contará com a presença de Brian Skerry e de Ana Milhazes, embaixadora do Movimento Lixo Zero Portugal.

A conferência realiza-se no dia 29 de abril, na Casa da Música, no Porto. Tem início às 15h00 e termina às 19h00. Os bilhetes têm um valor de 35€ até 17 de março, e de 50€ após esta data e até 29 de abril. Podem ser adquiridos em www.ticketline.pt ou na Casa da Música.

Saiba mais sobre o National Georgraphic Summit em www.natgeo.pt/summit2019 e assuma o compromisso “Planeta ou Plástico?” em https://www.natgeo.pt/planeta-ou-plastico-assuma-o-compromisso.

SOBRE OS ORADORES DO NATIONAL GEOGRAPHIC SUMMIT 2019

Brian Skerry
Brian Skerry é um dos principais fotógrafos subaquáticos do mundo e um National Geographic Photography Fellow. Desde 1998, que contribui com imagens impactantes para histórias da National Geographic, tais como os últimos recifes de coral do planeta, a condição da baleia franca ou os tubarões ameaçados nas Bahamas, para citar apenas alguns. As suas imagens celebram o mistério das profundezas dos mares e os seus retratos de espécies marinhas são tão íntimos que às vezes parecem ter sido tirados num estúdio. Skerry mergulha oito meses por ano, muitas vezes em condições extremas sob o gelo do Ártico ou em águas infestadas de predadores.

As suas poderosas apresentações mostram imagens premiadas e encontros emocionantes com a vida selvagem, inspiram reverência pelo reino marinho e oferecem esperança para a proteção da vida dos oceanos do mundo inteiro. Skerry participa regularmente no Fórum Económico Mundial, em TED talks, e na Royal Geographical Society, em Londres.

A exposição da National Geographic “Sharks”, com fotos suas, esteve em exibição em Portugal em 2018 no Oceanário de Lisboa.

Instagram: https://www.instagram.com/brianskerry/

Lucy Hawkes
A ecologista fisiológica britânica, Lucy Hawkes obteve o seu doutoramento na Universidade de Exeter em 2007. Foi a primeira pessoa desta universidade a rastrear tartarugas marinhas de populações da Carolina do Norte, EUA, e das ilhas de Cabo Verde. Até hoje, Lucy já escreveu mais de 60 artigos científicos, que foram citados mais de 2300 vezes. É fascinada pelo tema da migração e a sua investigação foca-se em migrações incríveis feitas por alguns dos maiores animais-atletas do planeta, incluindo os tubarões-frade de águas profundas e os gansos-de-cabeça-listada de elevadas altitudes.. Lucy Hawkes adora ver o mundo através do trabalho de campo e através dos olhos desses animais.

Twitter: https://twitter.com/drlucyhawkes

Paula Sobral 
Paula Sobral é bióloga, doutorada em Ciências do Ambiente e professora na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, assim como investigadora do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Desenvolve investigação em microplásticos e lixo marinho desde 2008. Tem várias publicações científicas sobre o tema e colaborações com outras universidades. Perita em microplásticos da FCT-MCTES, é membro do GESAMP (Joint Group of Experts on the Scientific Aspects of Marine Environmental Protection – United Nations) e tem colaborado com várias instituições e agências governamentais na implementação da Directiva Quadro Estratégia Marinha. Fundadora e Presidente da Associação Portuguesa do Lixo Marinho, plataforma para sensibilização e co-responsabilização, promove e desenvolve atividades de divulgação e comunicação de ciência à sociedade sobre o tópico do lixo marinho e dos microplásticos.

Jamie Butterworth
Jamie é co-fundador da Circularity Capital e especialista em capacitar pequenas e médias empresas para investimentos na economia circular. É também um dos fundadores e ex-CEO da Fundação Ellen MacArthur, um centro global para a investigação e promoção da economia circular.

Desenvolveu um profundo entendimento de como a economia circular gera valor, trabalhando com várias das principais marcas do mundo para apoiá-las na implementação bem-sucedida de modelos de negócios circulares. Jamie também tem sido fundamental no desenvolvimento e lançamento da Circular Economy 100, uma plataforma para multinacionais, PMEs, instituições académicas e municípios que procura identificar oportunidades comerciais na economia circular.

É business fellow da Oxford University’s Smith School e contribuiu para vários fóruns sobre a economia circular, inclusive o Fórum Económico Mundial e a Plataforma de Eficiência de Recursos da Comissão Europeia.

Twitter: https://twitter.com/jamebutterworth

Lauren Singer
Lauren Singer vive um estilo de vida “Desperdício Zero” em Nova York. Licenciada em Estudos Ambientais, sempre se interessou pelo tema e quando tomou conhecimento do estilo de vida de Bea Johnson, uma californiana que produzia pouco ou nenhum lixo, decidiu adoptar este compromisso.

No seu blog “Trash is for tossers”, documenta o seu caminho de Desperdício Zero e mostra que levar este estilo de vida é simples, económico, oportuno, divertido e possível para todos.

Lauren define o desperdício zero como a não produção de lixo. Faz, no entanto, reciclagem e compostagem.