Ao intervir no debate conjunto sobre Cibersegurança, o deputado socialista salientou que “faz todo o sentido o reforço das capacidades e do potencial da ENISA – Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação, aumentando a resiliência do espaço europeu contra os ciberataques e criando competências e capacidades acrescidas de prevenção, deteção e resposta”.

O Eurodeputado acrescentou ainda: “É também fundamental implementar um sistema de certificação dos produtos e sistemas. Consegui-lo exige coordenação e cooperação”. Para Carlos Zorrinho “os centros nacionais de conhecimento e desenvolvimento sofrerão um forte impulso com os programas Horizonte Europa e Europa Digital”.

No plenário de Estrasburgo, o Eurodeputado socialista também defendeu que “a rede de certificação deve tirar partido destas competências e funcionar num modelo de articulação capaz de assegurar, quer de forma distribuída, quer de forma agregada, a integridade e a resiliência dos procedimentos e das redes e a qualidade da informação”.

A concluir a sua intervenção, Carlos Zorrinho frisou que “não é um desafio fácil, mas é uma prioridade que temos que cumprir para assegurar a autonomia estratégica da União Europeia na nova Sociedade Digital”.