É Board Member e responsável pelo produto DDD – Diversity Driving DNA -, a diversidade é o novo ADN das equipas? De que forma?

A Diversidade é hoje um hot topic! Está em todas as dimensões da vida, acontece de forma constante e é por isso evolutiva, orgânica, tem vida! As diversas nacionalidades, idades, culturas, percursos profissionais, entre outros, estão hoje presentes no nosso quotidiano social e profissional. Todos trabalhamos com todos, cruzamos experiências, backgrounds, linguagens e mindsets, fazemos parte de milhares de ecosistemas, diferentes entre si, mas todos complementares. Neste contexto, o nosso foco está nas organizações, nas suas equipas e na Diversidade Cognitiva que têm. Esta Diversidade Cognitiva reflecte a forma como pensamos e comunicamos, como agimos e interagimos sobre a realidade, como encaramos os problemas e construímos soluções. É nesta dimensão que a Diversidade é o novo ADN das equipas.

Esta solução pretende ser transformadora aproveitando as diferenças com que cada elemento da equipa poderá contribuir. Quererá isto dizer que é na diferença que reside o ganho? Porquê?

Se olharmos para as nossas equipas, conseguimos afirmar que o total é maior que a soma das partes? Se não, porquê? Sabemos que há um problema de colaboração, há personalidades diversas, há um bloqueador de interação, mas nem sempre os conseguimos ultrapassar. Na SDO, pela nossa experiência, sabemos que a razão principal é o facto de não ser potenciada a diversidade da equipa. Não é a adaptação das pessoas umas às outras, não é todos concordarem com todos, não é a harmonia da maioria sobre os indivíduos, é a diversidade potenciada na sua singularidade. Não é o FIT IN, é o STAND OUT! É a combinação de todos os elementos, a tomada de consciência dessa diversidade, e a interação sobre realidade que cria uma equipa mais preparada, mais competente, e mais inovadora. É a capacidade de potenciar a Diversidade como o Novo DNA das equipas!

Considera que o não aceitar as diferenças e aproveitá-las em benefício da empresa é um erro recorrente dos líderes? Porquê que acha que isto acontece?

Sim, é um erro. Acontece porque somos humanos. Enquanto decisores vivemos num mundo em permanente mudança, novas tecnologias, novos concorrentes, novos clientes, novos mercados e novos players económicos. São-nos exigidas decisões. Decisões rápidas e consistentes. E, decidimos a maior parte das vezes dentro do referencial que temos, que construímos e que conhecemos. A nossa zona de conforto na decisão, passa muitas vezes por querermos potenciar a velocidade da entrega, o crescimento dos resultados e naturalmente a estabilidade das equipas. Durante muitos anos a especialização proporcionou grandes saltos de inovação, tornando as empresas mais competitivas. Neste momento, a inovação é acelerada e potenciada com diferentes perspetivas, com novas formas de colaborar, com o enriquecimento do património intelectual da organização e dos colaboradores.

Como é este produto implementado nas organizações? Que resultados poderão ser colhidos após a sua implementação?

O DDD Diversity Driving DNA é uma solução em três etapas. Começa com o DIVERSITY DEEP DIVE, em que mergulhamos profundamente na Diversidade, exploramos o património intelectual existente – conhecer, identificar, tomar consciência de que é real. Vamos entender como cada pessoa pensa, aprende e comunica. Depois o COLLABORATION TOOLKIT, que é construído em 4 Workshops experienciais sobre, Comunicação, Partilha, Negociação e Cocriação. São quatro ferramentas essenciais, que transformam as diferenças em aceleradores de inovação. Por último, o CORPORATE CHALLENGE. Uma equipa. Um projeto. Um desafio. Desenvolver um projeto de inovação transversal da Organização, para usar as ferramentas adquiridas. Os principais desafios são a Inovação, a Colaboração orgânica, um Património Intelectual enriquecido, e naturalmente o EVP e o Employer Branding.

O que deu origem a solução inovadora que promete resultados eficazes rompendo crenças enraizadas nas empresas portuguesas fazendo com que os empresários conheçam bem quem têm dentro das suas organizações?

A própria SDO que passados 27 anos e sem perder a sua identidade, fez reengenharia em todas estas vertentes. inovou na forma como recebe, absorve e processa informação, como aborda, diverge e converge na construção de soluções e na assunção do risco. por último, a forma como em equipa, responde a uma situação ou variável inesperada, como criamos e construímos confiança, para em equipa encararmos o futuro das pessoas nas organizações. Temos uma equipa fantástica! Encaramos o nosso DNA como um acelerador de inovação.