Cada vez mais as empresas e pessoas se preocupam com ser mais ecológico e tomar ações que objetivamente ajudem na proteção ambiental. Por isso, consumo e ecologia, que nunca pareceram conversar muito bem, foram unidos na iniciativa da empresa eslovaca Kimbino.

A ideia da startup é eliminar os folhetos de compras, aqueles cheios de promoções e que chegam na sua caixa de correios todas as semanas. Eles são populares porque estão por toda parte e descontos sempre são bons. Ninguém em sã consciência recusa.

Com um site que separa os estabelecimentos por categorias – alimentação, electrónicos, até jardinagem – e a criação de um app em breve, quem quiser aceder esses folhetos terá a capacidade para isso graças ao Kimbino. As melhores ofertas estarão no bolso.

Ecologia chega ao consumo

O e-commerce causou uma enorme mudança no varejo. Com a possibilidade de colocar milhares de produtos em um site e chegar a milhões de pessoas, no mundo inteiro, com esse veículo, as lojas tiveram que ser repensadas.

E isso causou um óbvio impacto. Cada loja representava um gasto de energia, água e recursos. Sacos, embrulhos, papéis, tudo isso foi poupado.

A segunda parte dessa revolução começou nesses mesmos lugares que antes eram templos do consumo. A Apple conseguiu, mais uma vez, ter o insight e antecipar essa tendência, criando lojas que mais funcionam como showrooms e locais de encontro. Saíram as prateleiras e mais prateleiras de productos e entraram em cena espaços amplos, a possibilidade de mexer nos produtos e participar de eventos.

A Amazon também já deu a sua contribuição, criando um supermercado sem caixas. O cliente pega o producto na prateleira e ao passar pela saída, será feito um débito na sua conta no site com o preço do que é levado.

Esses dois exemplos mostram que a experiência ao comprar que existia há 20 anos está sendo completamente mudada.

A Kimbino tem algo a oferecer

E com iniciativas como a Kimbino, esse movimento continuará indo adiante, desde em pequenos estabelecimentos até grandes lojas. Com a importância dada ao meio-ambiente, a intenção é clara: limitar o uso de papel e chegar a cada vez mais pessoas por meio da tecnologia.

Os smartphones estão completamente difundidos, por isso a ideia será bastante escalável. E entrando no site ou no app que será lançado, podes ver os últimos folhetos de descontos disponíveis, para não perder nenhuma promoção.

Além da questão ambiental, ainda é muito mais cômodo ter a informação no telemóvel, em vez de ter que ficar carregando os folhetos para cima e para baixo, ainda mais se fores visitar mais de uma loja.

E tendo um telemóvel, é garantido que podes ter a informação, enquanto que com os folhetos terias que visitar a loja ou informar sua morada para receber pelos correios.

Ou seja, estamos falando de practicidade, acessibilidade e ainda amor pelo planeta. A solução que a Kimbino apresenta com seu website só traz benefícios para os lados.