Vai Comprar Casa? Dicas para conseguir aprovação do Crédito Habitação

Um crédito à habitação é a opção mais recorrente quando se procura adquirir um imóvel. Não sendo comum os portugueses terem capitais próprios para fazer essa aquisição a pronto pagamento, recorrer a um banco para solicitar um crédito à habitação tem sido a solução mais utilizada.

550
new apartment

Sendo uma decisão que envolve um compromisso financeiro de longa duração que acarreta consideráveis despesas fixas mensais, convém que tudo seja pensado e pesado ao pormenor. Recomenda-se, deste logo, que faça uma autoanálise financeira. Verifique se tem a estabilidade profissional e financeira necessária para o efeito, visto que o banco vai avaliar se tem um vínculo laboral e um rendimento regular. Quanto mais estável for a sua situação, maiores serão as probabilidades de ver bem o seu pedido bem-sucedido.

Se tiver outros créditos, liquide-os antes de avançar com o seu pedido de crédito à habitação, para que a sua taxa de esforço não fique prejudicada. Outra forma de o fazer, é sabendo como funciona crédito consolidado – já lá iremos.

Calcule a sua taxa de esforço, um dos indicadores tomados em consideração pelos bancos para avaliar o seu pedido. Esta diz respeito à sua capacidade financeira: a taxa de esforço não deverá ser superior a um terço do rendimento total do agregado familiar – 30 %.

Ter um montante disponível para entrada será sempre uma mais valia para conseguir o crédito. Quanto menor for o montante pedido, maiores serão as hipóteses de ver o seu crédito aprovado com um spread mais baixo. Com dois titulares será mais fácil ter crédito, já que também a taxa de esforço será mais baixa – e um fiador é também uma mais-valia.

No cenário atual, poderá ser melhor escolher uma taxa de juro variável, porque as taxas de juro estão negativas, o que faz com que as prestações mensais sejam mais baixas para o consumidor. Aconselha-se prudência, no entanto, visto que a qualquer altura o Banco Central Europeu (BCE) pode voltar a aumentar a Taxa Euribor – por norma indexada a esta taxa variável – o que fará com que a mensalidade do seu crédito aumente.

Nesse sentido, optar por uma taxa fixa pode ser considerado, existindo também soluções mistas que combinam as duas modalidades. Visite vários bancos e peça várias simulações.

Analise os contratos, as condições oferecidas pelos bancos e negoceie o seu spread. A maior parte dos bancos vai baixá-lo se aderir a outros produtos financeiros, tais como as contas-ordenado, contas-poupança e cartões de crédito.

Aprovação do Crédito Habitação: Em resumo,

  1. Avalie de forma rigorosa as suas finanças;
  2. Partilhe com o banco o máximo de informação possível, reunindo antecipadamente toda a documentação requisitada;
  3. Pesquise pelas melhores propostas do mercado e negoceie. Se tiver outros créditos, liquide-os ou pesquise como funciona crédito consolidado.

Os números, fruto da conjuntura atual, são esclarecedores quanto à concessão de crédito à habitação a particulares pelos bancos, tendo em março deste ano atingido os 870 milhões de euros, contrariando os números dos meses anteriores, segundo dados divulgados Banco de Portugal (BdP) de acordo com notícia do Observador.

A publicação regista ainda que nesse mês “a taxa de juro média do crédito a particulares para compra de habitação diminuiu um ponto base, para 1,36%.” Ainda que o supervisor bancário português tenha sinalizado a questão da concessão de crédito à habitação, tornando-o mais rigoroso, a política de juros baixos do BCE continua a agitar a relação entre os mercados bancário e imobiliário, com propostas de spreads baixos a dominarem o mercado.

Resultado disso são os números absolutos para financiamentos de crédito à habitação: em 2018, a banca nacional terminou com um valor de 10 mil milhões de euros em empréstimos.

Organize os seus créditos: Crédito Consolidado

O crédito consolidado é uma opção a considerar. Apesar do contexto favorável na concessão do crédito à habitação, é sempre um processo exigente. Pensando em termos de orçamento familiar, se já tiver vários créditos contratados, saber como funciona crédito consolidado pode ser uma mais-valia para equilibrar as suas contas.

E como funciona crédito consolidado?

Junta todas as suas prestações ativas – habitação, automóvel, consumo – num único processo, crédito e prestação, paga a uma única instituição financeira. As vantagens vão desde a redução do valor da prestação e taxas de juro, ao aumento dos prazos dos empréstimos – menos encargos financeiros que libertam um valor mensal para o orçamento familiar.

Uma opção a ter em conta para ter as contas certas.