“Através dos investimentos e criação de mais capacidade de produção continuamos com a estratégia de crescimento na Divisão de Pneus. Tanto os pneus para aplicações portuárias como para a movimentação de terras estão nas áreas-chave de crescimento do mercado de pneus especiais pesados. Esta nova linha de produção reflete claramente o nosso compromisso com estes segmentos e todo o negócio de pneus fora da estrada”, disse Christian Kötz, administrador executivo do Grupo Continental e responsável para a Divisão de Pneus.

A nova nave de produção está a ser instalada junto da unidade de produção de pneus agrícolas que foi inaugurada em 2017. Esta nave estará equipada com os mais modernos equipamentos e dispositivos automáticos, que foram desenhados para produzir pneus radiais englobando elevados padrões ergonómicos. Quando estiverem a funcionar em pleno, estas novas linhas irão entregar três novos modelos de pneus para veículos de movimentação de terras e três novos modelos para os portos.

Para além das novas linhas de produção, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Lousado está a ser ampliado e será utilizado para testes de “performance” e de qualidade de todos os pneus agrícolas, pneus para portos e para movimentação de terras. “Com estes investimentos, reforçamos  a presença em Lousado e desenvolvemos uma fábrica que é das mais eficientes, apoiada num centro de competências para pneus radiais gigantes para uso fora da estrada. Ao longo dos últimos anos a continental já investiu 150 milhões de euros para aumentar a produção de pneus ligeiros de alta performance e o arranque da produção de pneus agrícolas em Lousado. Os investimentos como este são a resposta da estratégia e Visão 2025 da Divisão de Pneus da Continental” concluiu Christian  Kötz.

Para Pedro Carreira, Presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor “este novo investimento reflete, uma vez mais, a confiança do acionista na equipa de Lousado e segue a nossa estratégia para a sustentabilidade da empresa. Naturalmente, que para este investimento é crucial o apoio do Estado Português, sem o qual não seria possível trazer mais este novo e importante investimento para a nossa comunidade e para o nosso país”. E acrescentou “estamos certos que brevemente iremos contar com a nova travessia sobre o Rio Ave  para podermos escoar os novos produtos”.

“A AICEP, ao longo destes anos, tem acompanhado e apoiado todos os investimentos e desenvolvimentos inovadores da Continental em Portugal, tendo assistido a um aumento notável das suas exportações Estamos particularmente contentes com esta nova atividade da Continental de Vila Nova de Famalicão pois representa não só mais uma linha de produção exportadora para o mundo, mas também a demonstração da elevada competitividade desta unidade industrial no seio do Grupo Continental. Parabéns à Continental e contem com a AICEP para dar todo o seu apoio a esta empresa exportadora de referência” disse Luis Castro Henriques, Presidente da AICEP, acrescentando “Fazemos votos para continuar, todos os anos, a celebrar novos investimentos da Continental.”

O ano passado a Continental Mabor produziu cerca de 18 milhões de pneus para viaturas de passageiros e comerciais  ligeiros e quase 11.500 pneus agrícolas. No final do ano a empresa tinha no seu quadro permanente mais de 2150 colaboradores.