Vinhas biológicas, gestão digital do olival e competitividade para o amendoal nas Conferências VOA

A área da amêndoa está a crescer, o azeite ganha maior notoriedade e a vinha está a tornar-se cada vez mais sustentável. A inovação e reinvenção destas culturas, que caracterizam o tecido agrícola na região de Trás-os-Montes, são os temas em discussão na 13.ª edição das Conferência VOA (Vinha – Olival – Amendoal), anualmente organizada pela IFE by Abilways e pela revista Vida Rural.

534

Decorrem a 31 de Outubro, na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela (IPB).

 A estratégia de competitividade no Olival e Amendoal é um tema a abordar por José Maria Falcão, da Herdade Torre das Figueiras. A apresentação do caso prático deste agricultor alentejano, pioneiro nas práticas mais modernas do olival e amendoal, pretende demonstrar como gerir explorações agrícolas de forma competitiva e com base na inovação, mesmo quando existem poucos recursos.

A utilização de plataformas digitais para gerir o olival e tomar decisões, criando maior eficiência, é um caso a apresentar por  Carlos Martins, administrador da Herdade Maria da Guarda. Nesta herdade, os custos de produção têm sido otimizados, mantendo o mesmo nível de produtividade, tudo graças a uma melhor gestão da informação recolhida e à tomada estratégica de decisões.

Quanto à vinha, cultura que também dá nome à conferência, será abordada por  Ricardo Lopes Ferro, da Quinta da Biaia, onde a produção biológica é uma forma de preservar o solo e a biodiversidade. O projeto vitivinícola é realizado em parceria por três famílias, que pretendem ser uma referência na produção biológica de vinho.

De uma forma abrangente, serão também discutidos os desafios da agricultura e o desenvolvimento rural na região transmontana. Como fixar jovens na região, a inovação para esta geração tecnológica, o combate à desertificação e as práticas sustentáveis são as questões em debate na mesa redonda com a presença de Ana Maria Nazaré, da UTAD; Francisco Pavão, da APPITAD e Orlando Rodrigues, do IPB, moderados por Isabel Martins, diretora da Vida Rural.

A presidente da Câmara Municipal de Mirandela, Júlia Rodrigues, falará ainda sobre o futuro do complexo agroindustrial do Cachão.