“Estas medidas pretendem ser um contributo para apoiar a liquidez das empresas, tendo um acesso mais rápido ao pagamento das indemnizações, e também têm em vista adequar o relacionamento da companhia com o funcionamento dos nossos segurados no atual contexto económico, com o aumento do regime de teletrabalho e, noutros casos, com uma redução dos colaboradores ativos”, afirma Maria Celeste Hagatong, presidente do conselho de administração da COSEC.

Estas novas facilidades serão aplicadas até ao final do próximo mês de abril, podendo ser prorrogadas. Incluem: a antecipação do pagamento de indemnizações até 50.000€; a isenção dos custos de comunicação de prorrogação realizadas através da plataforma online COSECnet; o adiamento dos prazos de comunicação de não pagamento das suas vendas a crédito, permitindo que os segurados colaborem com os seus clientes para que o pagamento se concretize; e a flexibilização de outros procedimentos e prorrogação de prazos associados ao funcionamento do seguro de créditos.