Foto e Texto: NIT

São conhecidos pelo nome Explorerssaurus na sua conta de Instagram, na qual partilham fotografias espetaculares de dezenas de destinos. Fora das redes sociais são a Raquel Janeiro e o Miguel Mimoso, um casal apaixonado por fotografia, moda e viagens.

Já percorreram meio mundo e agora decidiram concretizar outro sonho: a criação de uma marca de roupa. O sonho pertencia a Miguel, desde muito novo, mas rapidamente se tornou dos dois, logo no início da relação.

“Durante as viagens e partilha das fotografias nas redes sociais, os seguidores sempre nos questionaram onde comprávamos as nossas roupas. Isto ainda nos incentivou mais a acreditar que devíamos investir numa marca nossa, que refletisse o nosso estilo e filosofia de vida”, explica o casal à NiT.

Mirah Studio, afirma a dupla, é produzida 100 por cento em Portugal, recorrendo a fibras naturais e materiais sustentáveis, além de ser uma marca solidária. “A cada coleção lançada, parte das receitas irá sempre ser doada a uma instituição ou organização. Nesta fase, a prioridade será apoiar os hospitais portugueses, como já o temos vindo a fazer. A cada encomenda realizada iremos doar 10€ para apoiar esta causa”, explica Raquel Janeiro.

Os Explorerssaurus estão a doar 20 por cento das receitas da venda dos produtos digitais — presets (espécie de filtros com detalhes de edição específicos) para editar fotografias e templates para histórias do Instagram — a instituições que se encontram na linha da frente no combate ao novo coronavírus em Portugal, e assim continuarão até ao regresso do País à normalidade.

A primeira coleção da loja online da Mirah Studio foi lançada este domingo, 26 de abril. Dela fazem parte sete peças para mulher — três tops, um vestido, um macacão, uma saia-calção e umas calças —, e três para homem: uma camisa, uma T-shirt e umas calças.

O casal que está junto há três anos pretende, por enquanto, realizar as vendas apenas online, mas talvez no futuro, se fizer sentido, possa existir uma loja física Mirah Studio.

Quanto ao processo: “Desenhámos todas as peças em conjunto com a nossa designer, visitámos vários fornecedores para escolhermos os tecidos mais bonitos, de melhor qualidade e mais sustentáveis também. Fizemos várias visitas às fábricas não só para aprendermos mais sobre esta vertente que é completamente nova para nós, mas também para estabelecermos ligações fortes com as pessoas que trabalham connosco e acompanhar todo o desenvolvimento do produto.”

Contudo, nem sempre concordam em tudo. “Não, grande parte das vezes discordamos [risos]. É bom não concordarmos sempre com tudo, assim temos, pelo menos, sempre duas ideias diferentes a discutir. E quantas mais ideias tivermos melhor”, confessa Raquel, que explica que muitas vezes é também à família e aos amigos de ambos que recorrem para mais opiniões.

Os próprios seguidores no Instagram, cerca de 740 mil, foram chamados a ajudar através de sondagens, mas apenas para pequenos detalhes para não desfazer o fator surpresa.

“É uma coleção romântica, com peças ousadas, mas ao mesmo tempo extremamente elegantes. As peças são muito confortáveis e versáteis, funcionam bem quer para looks do dia a dia, como para eventos formais”, descrevem, acrescentando que o seu cliente tipo são “pessoas com um estilo casual, mas único, que se gostam de vestir bem e, acima de tudo, sentir bem com o que vestem”.

O objetivo passa agora pelo lançamento de várias coleções — as próximas já estão a ser trabalhadas —, uma vez que “nesta indústria tudo tem que ser preparado com meses de antecedência”. Cada coleção terá apenas pequenos lotes para que as peças sejam mais exclusivas e para diminuir o desperdício das que possam não ser vendidas.

De seguida, carregue na galeria para conhecer a primeira coleção da Mirah Studio e os respetivos preços.