“OS VISTOS GOLD SÃO VITAIS PARA A ECONOMIA”

Porque é que Portugal possui tantos fatores para que se tenha tornado um grande lugar para investir? Sobre esta e outras questões, a Revista Pontos de Vista esteve à conversa com David Poston, Fundador e CEO da Portugal Homes, que abordou a vertente dos Vistos Gold e de que forma são os mesmos importantes para a economia do país.

1398

Como marca de renome e prestígio, a Portugal Homes tem vindo a promover uma dinâmica de excelência no mercado. Neste sentido, como tem a marca vindo a perpetuar um cenário de profissionalismo e valor para o setor?
Construímos a nossa empresa com base em determinados valores que proporcionam uma ajuda contínua aos nossos clientes durante o período do seu investimento. A nossa divisão Aftersales, juntamente com os serviços que pode oferecer, distingue-nos de todas as outras imobiliárias em Lisboa. Desde a gestão de condomínios e apresentação de declarações fiscais, a snagging* de apartamentos e à oferta aos clientes de um conselheiro pessoal que podem contactar diretamente com quaisquer questões que possam ter.

Por que é Portugal uma região de excelência para se viver ou investir? O seu papel também envolve a dinâmica de aconselhar pessoas fora do país? Como é que o perpetua?
Portugal tem muitos fatores para que se tenha tornado um grande lugar para investir, em particular Lisboa. A capital aumentou as exportações até 40% nos últimos anos, entre os programas de Residente Não Habitual e Vistos Gold foram recebidos milhares de milhões em investimento estrangeiro e, subsequentemente, o turismo cresceu em mais de um milhão por ano durante os últimos seis anos. Todos estes fatores tornaram Lisboa um local muito atrativo para investir, algo de que a capital tem vindo a precisar desde há muitos anos. Com a nossa extensa equipa, viajamos pelo mundo para reunir com os clientes na sua cidade. Os nossos experientes Consultores de Investimento podem oferecer uma riqueza de conhecimentos ao cliente antes mesmo de chegar a Portugal, dando-lhe um avanço e permitindo-lhe tomar uma decisão informada sobre a sua compra. Encontrámos um grande sucesso ao fazer isto e viajámos até agora para mais de 30 cidades em todo o mundo.
Nos últimos dois anos, viajámos para Londres, Chipre, Atenas, Malta, Moscovo, Hong Kong, Hanói, Saigão, Xangai, Pequim, Kuala Lumpur, Manila, Qatar, Kuwait, Dubai, Abu Dhabi, Muscat, Istambul, Cidade do Cabo, Pretória, Joanesburgo, Amsterdão, Madrid, Sevilha, Manchester, Birmingham, Taiwan, Tóquio, Banguecoque, Mumbai, Singapura, Marraquexe, Paris.

O investimento angariado através das Licenças de Residência para Atividades de Investimento (ARI), como são conhecidos os Vistos Gold, quase triplicou (192%) em maio, em comparação com o mesmo mês em 2019, para 146 milhões de euros. Um grande aumento, particularmente em tempos de Covid-19. Na sua opinião, o que levou a este aumento, especialmente num ano tão atípico como o de 2020?
Há dois grandes fatores que levaram a este aumento. Em primeiro lugar, a proposta do governo de retirar o programa dos Vistos Gold de Lisboa é um fator enorme. Os investidores estrangeiros, particularmente da Ásia, preferem investir os seus fundos nas capitais e a ideia de terem agora de investir em zonas interiores do país não é apelativa. Quando todos perceberam que a pandemia de Covid-19 veio para ficar para o resto de 2020, os nossos clientes em particular perceberam que para completar um investimento na capital este teria de ser feito remotamente, uma vez que as novas mudanças propostas irão acontecer em fevereiro do próximo ano. O segundo grande fator são os problemas em Hong Kong. Com as novas leis de segurança impostas a partir do continente, muitos cidadãos procuram a segurança de um passaporte europeu caso o governo continue a implementar as mudanças e a reduzir os seus direitos de governar livremente.

Qual é o papel da Portugal Homes no campo dos Vistos Gold e como é que este setor de mercado é essencial na dinâmica do negócio das marcas? Que impacto tiveram em 2020 no domínio dos Vistos Gold?
Os Vistos Gold são uma grande parte do nosso negócio. Estabelecemos a nossa marca em toda a Ásia como um dos líderes de mercado quando se trata de ajudar indivíduos e empresas a investir em Portugal. O nosso novo escritório em Hong Kong não só oferecerá um serviço muito mais completo aos nossos atuais clientes, como também ajudará a cimentar a nossa posição como uma empresa de investimento líder para qualquer pessoa que procure as grandes vantagens de investir em Portugal. A maioria dos elementos da nossa equipa tem mais de 15 anos de experiência no mercado português, o que nos permite aconselhar os nossos clientes na tomada da decisão certa com o seu investimento.

Analisando a situação económica e difícil que Portugal está atualmente a atravessar, porque é que os Vistos Gold são ainda mais importantes para Portugal?
Com um gasto inicial de mais de 600k por família, quando se incluem impostos e taxas, é vital manter o programa de Vistos Gold em funcionamento. Um dos requisitos para participar no Visto Gold é que o investidor tenha de manter o imóvel durante o período de duração do programa. Também precisam de continuar a visitar Portugal durante cada renovação, dando mais rendimentos à indústria do turismo. Estes investidores são indivíduos de elevado património líquido com capacidade para investir mais no futuro, uma vez que conheçam melhor Portugal. O seu gasto médio, quando estão aqui, é muito superior ao dos europeus, trazendo um impulso muito necessário à economia. Com alguns tempos difíceis pela frente, os milhares de milhões de euros gerados pelos Vistos Gold são vitais para a economia. É importante que o governo não só mantenha o programa em vigor num futuro previsível, como decida não restringir o investimento em Lisboa neste momento.

Quais serão os grandes desafios para a Portugal Homes no futuro e como espera que se desenvolva o setor dos Vistos Gold em Portugal?
Com tantas restrições de viagem a nível mundial neste momento, o nosso maior desafio é continuar a oferecer o mesmo serviço que oferecemos no passado a cada um dos nossos clientes e as nossas videochamadas semanais online com os nossos investidores estão atualmente a ajudar-nos a preencher o vazio. Contudo, encontrar uma forma de viajar em segurança e voltar a reunir pessoalmente com os nossos clientes será o nosso maior desafio. Penso que as atuais restrições que existem em todo o mundo deram a todos um novo apetite para viajar e ajudou-os a apreciar a liberdade que tínhamos antes do Covid-19. O Visto Gold, na minha opinião, tornar-se-á ainda mais forte devido à atual pandemia que deu às pessoas um novo sentido de apreço pela vida e pelas oportunidades que a liberdade de viajar pode oferecer.

* “snagging” é um termo inglês para o processo de verificação de pequenos defeitos que uma propriedade pode apresentar, como por exemplo: riscos nas madeiras e vidros, janelas em falta, AC avariado, entre outros.