“EMPRESAS FELIZES SÃO MAIS PRODUTIVAS”

Liliana Sequeira caracteriza-se sobretudo por uma profissional apaixonada. Com formação em Engenharia Civil, é ao coaching que hoje se dedica e se sente totalmente realizada. Conheça mais sobre o seu percurso.

216

Comecemos por falar sobre a Liliana Sequeira. Quem é, enquanto pessoa e profissional? O que nos pode contar sobre o seu percurso?
Mãe, mulher e profissional apaixonada e dedicada às causas que me cativam e motivam, desde cedo me interessei pelo bem-estar dos que me rodeiam.
Tendo crescido “no meio” das obras e dos materiais de construção, fui sendo direcionada no meu ambiente familiar para essa área de trabalho.
Com 7/8 anos já questionava sobre a segurança na construção civil (de forma inconsciente e intrínseca face à idade) quando visitava uma obra e me deparava com obstáculos à minha segurança e sensação de bem-estar. Acredito que para um bom desempenho no que quer que seja, devemo-nos sentir naturalmente bem.
Terminado o curso de engenharia civil, ingressei na primeira formação de Técnicos Superiores de Higiene e Segurança no Trabalho que decorreu na zona norte, em 2001.
Desde então dedico-me fervorosamente à segurança no trabalho, essencialmente como Coordenadora de Segurança em projeto e em obra tendo, até à data, orgulhosamente zero mortes e zero acidentes graves nas “minhas obras”! Fui pioneira e sinto que faço a diferença.

A sua experiência profissional passa por várias vertentes: é Engenheira Civil, mas também ajuda líderes bem-sucedidos a transformar as suas empresas mais felizes e produtivas. De que forma se dá este “salto”? Quando é que o Coaching apareceu na sua vida?
Com o aproximar dos meus 40 anos entrei num processo de introspeção e análise da minha vida: o caminho que percorri e onde quero chegar.
Sentindo-me feliz e realizada com o já alcançado: Mãe dedicada e orgulhosa de dois filhos gémeos, profissional reconhecida na minha área de formação e acima de tudo Mulher plena, encontro-me nesta fase com o coaching e apaixono-me.
O coaching traz um novo estímulo a esta fase da minha vida e vem repleto de respostas e ferramentas que aplico no meu dia a dia.
Concretiza aquilo que eu sempre senti que fui: ouvinte atenta e disponível para ajudar os outros sem fazer juízos de valor.

A Marshall Goldsmith Stakeholder Centered Coaching dedica-se a melhorar de forma mensurável a eficácia de liderança de forma global. Quão gratificante é para si, pertencer à maior organização mundial de Coaches?
Muitos dos meus primeiros clientes enquanto coach ICC eram empresários e isso despertou em mim a consciência da mais-valia do meu percurso profissional que, aliada à minha necessidade nata de adicionar alguma racionalidade ao processo me direcionou para a área do Executive & Team Stakeholder Centered Coaching.
Ser certificada pelo Marshall fez todo o sentido para mim. Partilhamos ideais e valores. Partilhamos ainda o mesmo dia de aniversário, que coincidentemente é o Dia Internacional da Felicidade.

Para si, qual é a verdadeira definição de “Felicidade no Trabalho”? Qual é o caminho que se deve percorrer até atingir este patamar?
Para mim, a Felicidade no Trabalho assenta em três pilares fundamentais:
1. equilíbrio entre o bem-estar físico e emocional;
2. segurança física e psicológica;
3. conciliação entre a vida profissional e pessoal.
A FELICIDADE conduz ao sucesso: motiva, aumenta a produtividade e inibe o stress. Reduz ainda a rotatividade, o absentismo e o presentismo.
Proporcionar um ambiente de trabalho atrativo, investindo no colaborador como um todo, proporcionando-lhe Felicidade no Trabalho é a melhor forma de intervenção.

Considera que o seu caminho, enquanto profissional, até esse mesmo patamar já foi percorrido ou sente que ainda há mais para aprender e conhecer?
Aprender é fundamental para um crescimento sustentado em qualquer área. Aliar o Coaching à Segurança e Saúde no Trabalho e à Felicidade Organizacional implica inovar e criar novos modelos.
Já frequentei mais de 40 formações, destacando o MBA Ibérico em Gestão da Felicidade e do Capital Emocional nas Organizações e a Certificação com o Sir John Whitmore, co-criador do GROW Model.
Esta minha visão culmina na marca Mighty Mind que engloba Engineering Mindset, Executive & Team Coaching e Corporate Safety, Health & Happiness.

O que podemos esperar da sua parte para o futuro? Quais os desafios para a Mighty Mind?
Desenvolver novos modelos enquanto Business Partner Portugal do Marshall Goldsmith.
Globalizar a marca, ajudando cada vez mais organizações bem sucedidas a alcançar o bem estar físico e emocional, a segurança psicológica e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional das suas pessoas. Empresas Felizes são mais Produtivas.