Natixis em Portugal destacada em concurso internacional de eficiência energética

Durante os meses de fevereiro a setembro de 2020, a Natixis em Portugal esteve no Top 20 do concurso CUBE 2020, cujo objetivo é incentivar as empresas a melhorarem o desempenho energético dos seus edifícios, nomeadamente através da redução do consumo de energia. O edifício da empresa, localizado no Porto, terminou o ano de 2020 em 26º lugar a nível internacional, num total de 261 candidatos. Este edifício é o único a concurso em Portugal.

154

Entre as principais conquistas da empresa estão mudanças estruturais, como alterações no sistema de arrefecimento dos data centres, instalação de um sistema de iluminação ativado através do movimento e um novo modelo de gestão do sistema de ar condicionado; mas também práticas, como a partilha de informações sobre o CUBE 2020 e dicas de poupança energética entre as diversas equipas. Com estas mudanças a Natixis em Portugal conseguiu, em termos anuais, reduzir o seu consumo cumulativo de energia e de emissão de carbono em 25% e 20%, respetivamente.

Etienne Huret, diretor-geral da Natixis em Portugal, afirma: “Participar no Cube 2020 foi um grande desafio para todos e é, por isso, um enorme orgulho estar entre as empresas que se destacam nesta iniciativa. Apesar de o contexto ser desafiante, este tema mantém-se entre as nossas prioridades”.

O bom desempenho do edifício da Natixis em Portugal deve-se, nomeadamente, ao facto de a Natixis ter criado uma espécie de “piso laboratório” para este tema: no 5º andar, foram implementadas várias instalações técnicas e ideias que, mostrando-se eficazes e obtendo resultados positivos, serão depois replicadas nos restantes pisos.

A Natixis em Portugal aproveitou a oportunidade de participação no CUBE 2020 para sensibilizar todos os colaboradores para a eficiência energética dos edifícios, aperfeiçoar as instalações e divulgar dicas rápidas e formas de reduzir o consumo individual e a pegada ecológica, tanto no escritório, como em casa.

“Este resultado só nos é possível graças ao compromisso de todos os colaboradores, que têm mostrado que querem continuar a contribuir de forma ativa para a melhoria da eficiência energética dos nossos escritórios – e que até aplicaram algumas destas ideias nas suas casas, onde têm vindo a trabalhar”, conclui o responsável.