CONTRIBUIÇÃO PARA UMA TRANSFORMAÇÃO GLOBAL POSITIVA

Nesta entrevista falamos de Ana Gaspar. Coach e Consultora Empresarial em Gestão de Negócios, diz-se mover pela paixão da transformação e desenvolvimento humano e empresarial, através daquela que é a sua missão: ajudar pessoas, gestores e líderes a impulsionar a sua melhor versão e assim ascender aquilo que desejam. Saiba como.

228

Primeiramente interessa compreender quem é a Ana Gaspar enquanto mulher e profissional. O que a move?
Sou uma empreendedora que se move pela paixão da transformação e desenvolvimento humano e empresarial, e acredita que o propósito de qualquer pessoa é o sucesso e abundância, independentemente do “meio” e do “como”! A minha missão é ajudar pessoas, empreendedores, gestores e líderes a alavancar a sua melhor versão para alcançar a prosperidade que desejam para os seus Negócios e para as suas Vidas.

Sabemos que após 18 anos como gestora de grupo empresarial familiar, decidiu iniciar uma nova etapa e investir na área do desenvolvimento pessoal com o objetivo de ajudar outros empresários. De que forma o Business Coaching surgiu na sua vida?
Assim que decidi abraçar um novo projeto, e depois de uma breve passagem na Direção da Fundação Graça Gonçalves, surgiu o convite para integrar uma equipa de Business Coaches, com a qual havia trabalhado como Coachee nas empresas que administrativa. Conhecia as virtudes de um processo de business coaching nos meus negócios e na minha Vida, e como tal não hesitei. Deste projeto surgiu a oportunidade de viajar até Inglaterra e certificar-me como Business Coach pela empresa nº1 do Mundo de Business Coaching.

A Ana Gaspar Business Coach é uma empresa a pensar nas necessidades reais dos empresários e dos gestores de stratups e de pequenas e médias empresas, utilizando um método centrado na evolução das pessoas e dos negócios de dentro para fora: o Business Inner Strenght. No que consiste exatamente esta metodologia?
A metodologia que desenvolvi assenta na minha experiência enquanto empresária, gestora e líder durante 20 anos por um lado, e enquanto business coach que trabalha diariamente com empresários, gestores e líderes, por outro, transversal a qualquer setor, e que pretende trazer um processo, uma estrutura e ferramentas, baseada nos princípios fundamentais da gestão e liderança e que garantem a alavancagem dos negócios rumo ao sucesso e abundância que estes empresários, gestores e líderes desejam para as suas empresas e para as suas Vidas.
O processo assenta no principio base de que “não gerimos o que não planeamos/controlamos”, e fundamentalmente trata-se de dar resposta às questões: “Onde estamos”, “Para onde vamos” e “Como lá chegamos”, nas suas dimensões estratégica e operacional, através da utilização eficiente dos seus Meios e Recursos (Humanos, Materiais e Financeiros) e assegurando “accountability” (garantindo que estamos no caminho certo), servindo o nosso nicho de mercado com mestria e propósito, superando as suas expectativas, numa relação que vai além da relação comercial, mas assente na relação “human to human”.

Dentro deste modelo Business Inner Stranght, que outros programas a Ana Gaspar Business Coach disponibiliza? De que forma é realizado o procedimento de diagnóstico adequado para as necessidades do indivíduo ou do grupo que a contacta?
Dispomos de programas de acompanhamento à medida, nomeadamente destinados a startups e micro empresas – o Core Model, apoiando a organização, facilitando processos e reforçando o seu fator de diferenciação, através da sua proposta de valor, consolidando o seu lugar no mercado; o Kernel Modelo, destinado a PME´s, que promove a motivação, produtividade e eficiência através do ambiente colaborativo que contempla três dimensões (Cultura, Comportamentos, Sistemas), e que geram dinâmicas e estímulos de partilha do conhecimento e experiência, favorecendo a criatividade e inovação, fundamentais ao desenvolvimento de novos processos, produtos e serviços, e promovendo a competitividade e crescimento da empresa no mercado.
Dispomos ainda de um Programa 100% online – PAN7*, que permite às empresas ter acesso ao processo, passo a passo, para construção e implementação dum verdadeiro Plano de Ação do Negócio, e que pretende dar resposta à falta de recursos (processo e ferramentas) para as empresas integrarem esta prática do Planeamento, fundamental à alavancagem do Negócio!
Este ano estamos a trabalhar em novos programas de Grupo (Membership e Mastermind) para potenciar o conhecimento e experiência em Grupo, alavancando os resultados individuais e do todo, e, como programas de Grupo, são mais acessíveis quando comparados com os programas de business coaching one-to-one, podendo chegar assim a mais empresas e empresários, gestores e líderes.
Face ao contexto de confinamento que vivemos e que traz maiores desafios às empresas, estou a levar a cabo sessões individuais de diagnóstico gratuitas, por forma a apoiar as empresas na resposta aos desafios gerados pela crise pandémica e perceber qual o modelo de colaboração que mais sentido faz de acordo com os seus próprios objetivos e desafios.

Podemos afirmar que a Ana Gaspar é uma líder. Acredita que este espírito de liderança é algo inato ou, no seu caso, foi uma característica adquirida com o tempo e de acordo com as experiências que viveu?
Se há evidência que a Vida me deu é que toda e qualquer pessoa pode desenvolver qualquer competência ou habilidade, desde que o deseje verdadeiramente, e tome a ação e disciplina necessárias para tal!
A liderança não é exceção! Mais do que fatores inatos, podem existir contextos de “ambiente” em que crescemos ou estamos inseridos, que de alguma forma promovam essas características, mas isso não basta!
Hoje para fazermos a diferença temos que desenvolver a “mestria”, e isto consegue-se com a prática (o conhecimento aplicado, integrado no comportamento), e devidamente alinhado com o n/Propósito.
É isto que distingue as pessoas de sucesso! Não basta ter o conhecimento e inteligência, há que integrá-lo em comportamento e fazer a diferença na Vida das pessoas!

É notável o aumento de lugares de chefia ocupados por mulheres. Estamos num bom caminho no que diz respeito à mudança de paradigma?
Não sinto que a chefia e liderança feminina sejam um paradigma, mas antes o estigma dos empresários em geral, relativamente ao Coaching e/ou Mentoring. Bem sabemos que a falta de regulação nesta área do Coaching não tem contribuído para a reputação dos profissionais do setor, mas temos feito progressos ao nível do mindset dos gestores e líderes, e de alguma forma o contexto recessivo e pandémico, na minha perspectiva, também contribui positivamente, pois ao ficarem abalados nas suas estruturas e no seu “saber fazer”, os empresários estarão mais receptivos em pedir e receber ajuda de especialistas nestas áreas do coaching e consultoria empresarial e de negócios.

Poderia finalizar esta entrevista com uma nota de motivação para os nossos leitores?
Qualquer crise ou contexto disruptivo externo, tem a virtude de nos obrigar a sair da zona de conforto, a olhar o todo (de dentro para fora) e a resgatar a n/melhor versão e criatividade, para fazer diferente e melhor!
Existem inúmeros e bons profissionais no mercado para apoiar neste processo de transição que se impõe a todos! E quem fizer o seu próprio processo de crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional que se impõe, vai sair reforçado, ao alavancar a sua melhor versão e alta performance rumo aos seus Sonhos e Objetivos!
Já dizia Charles Darwin no século XIX: “Não é o mais forte ou inteligente que sobrevive, mas o que melhor se adapta à mudança”.