“Este ano façam férias em Albufeira, em segurança”

À conversa com a Revista Pontos de Vista esteve José Carlos Martins Rolo, Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que nos confidenciou, entre outros temas, o poder e o papel que a Autarquia tem tido em tempos de pandemia. Saiba como tem este concelho ultrapassado os desafios, apoiado as populações, os turistas e, sobretudo, continuado a ser um “destino de emoções”.

382

Albufeira é um dos concelhos em Portugal com maior peso e tradição na área do turismo. Enquanto Presidente da Câmara Municipal, quais são aquelas que pode considerar as conquistas mais importantes até ao momento?
As principais conquistas no âmbito da atividade turística são as que se prendem em manter o nome de Albufeira nas operadoras internacionais por forma a que a marca Albufeira se reforce no mundo. Em todos os aspetos onde Albufeira tem tido notoriedade a acrescentar à beleza das nossas praias, à excelência da nossa gastronomia e à simpatia das nossas gentes. A juntar a isto temos que ter em conta a diluição cada vez maior da sazonalidade e deveremos apostar na diversidade da oferta turística. Não podemos aqui esquecer o pleno das nossas praias com bandeiras azuis, a notoriedade da nossa gastronomia em que ganhou peso a cataplana que compôs o prato que foi considerada uma das Sete Maravilhas à Mesa. Os vários galardões que vão sendo atribuídos alguns por instâncias internacionais, aos nossos empresários que vão recebendo avaliações que colocam algumas unidades hoteleiras em posições de destaque.

Mundialmente atravessamos uma situação de pandemia em consequência do coronavírus, e que tem trazido sequelas que marcarão a história do planeta, quer a nível humanitário quer económico. De que forma a Câmara Municipal de Albufeira viu a sua capacidade de resiliência posta à prova?
Em todos os aspetos a Câmara Municipal tem correspondido na medida do possível às necessidades e ansiedades dos cidadãos quer correspondendo do ponto de vista mais humano e logístico quer ainda no ponto de vista de ajuda financeira.

Albufeira é o segundo mais importante destino turístico do país, logo a seguir a Lisboa. Assim, quão importante é a v/ permanente aposta no Mercado Nacional, tendo em conta a atual conjuntura?
Seguramente sendo Albufeira um dos destinos turísticos com mais notoriedade também nesta fase de pandemia sofreu de uma forma mais dramática e mais severa as consequências de toda esta crise sanitária que tarda em nos deixar.

Umas das inúmeras iniciativas da autarquia passou por documentar este momento tão singular da nossa história. Na sua perspetiva, por que razão foi (e tem sido) importante registar os testemunhos dos habitantes de Albufeira, através do arquivo online dedicado às “Histórias e Memórias Pandemia 20-21”?
São sempre memórias que num futuro será importante recordar e até para verificar as restrições e condições de vida que nos foram aparecendo quer nas mudanças que se operaram no ponto de vista laboral, educativo, social, cultural e de uma forma geral comportamental.

Que outras medidas de Apoio Social, Empresarial e Associativo foram adotadas em defesa da consolidação, segurança e tranquilidade dos residentes e seus negócios de Albufeira?
As medidas que foram sendo adotadas ao longo de todo este tempo foram por um lado o apoio alimentar e a nível dos medicamentos que através das IPSS do concelho foram distribuídos e continuam esse trabalho de proximidade com os mais carenciados identificados pelos serviços municipais de ação social, apoiamos as instituições como Centro de Saúde, GNR que a brigada territorial quer a brigada de trânsito, Bombeiros, Cruz Vermelha, Juntas de Freguesia, Instituições socias, clubes desportivos e escolas no fornecimento permanente de EPIS como máscaras, álcool-gel, batas, viseiras e outros equipamentos de proteção. Apoiámos os profissionais de transportes de táxi, a restauração e de uma forma geral apoio a muitos cidadãos de várias atividades.
Paralelamente procedemos à isenção de tarifas fixas de águas, saneamento e resíduos sólidos. Isenção do pagamento de ocupação de via pública. Isenção do pagamento de rendas de espaços comerciais cuja propriedade é municipal.
Apoio aos agrupamentos escolares na disponibilização de tabletes para os alunos do ensino básico e portáteis para os alunos do ensino secundário.
Apoiamos os empresários através da atribuição de uma verba a fundo perdido que rondou os 2000,00 euros por cada um considerando três fases com o valor total de 1.400.000;00 euros.
Disponibilizámos residências para os profissionais da linha da frente que por precaução preferiam resguardar as suas famílias.
Equipamos o Centro de Saúde com pavilhões dedicados ao COVID19.
Equipamos e disponibilizamos na sua totalidade o centro de vacinação de Albufeira.
Disponibilizamos testes PCR para todos os profissionais que estiveram desde o princípio na linha da frente.
Mais tarde implementamos um centro de testagem em massa da população que o entendesse fazer.
Cedemos alguns equipamentos médicos ao CHUA – Centro Hospitalar Universitário do Algarve no âmbito do COVID19, nomeadamente para a prática de atos médicos como ventiladores.
Através da proteção civil municipal realizamos inúmeras ações de sensibilização de prevenção junto das populações nomeadamente dos oriundos de países estrangeiros.

Sendo Albufeira um Município Amigo do Desporto, como pretende sustentar e assegurar a retoma das atividades desportivas e do associativismo desportivo?
Seguramente com o empenho dos nossos trabalhadores e com a participação dos clubes iremos reabrir as atividades desportivas, seguindo as regras que nos são endereçadas pela DGS, na expetativa que a dinâmica desportiva diária volte a ser uma realidade no nosso concelho.

Neste processo de transformação, foi apresentada ainda uma campanha desenhada pelo José Carlos Martins Rolo, intitulada “Albufeira Safe”, para um verão mais seguro neste ano de 2021, assente num turismo responsável. No que consiste exatamente este conceito?
“Albufeira Safe” é uma campanha de prevenção e simultaneamente de marketing no sentido de evitar a propagação do vírus pela comunidade, facto que seria desastroso. Ao mesmo tempo visa a promoção de um verão mais seguro neste ano de 2021, assente num turismo responsável.

Por fim, gostaria de deixar uma mensagem aos nossos leitores e a todos os que desejam visitar Albufeira nos próximos meses?
Poderei dizer, neste momento difícil, que todos nós estamos ansiosos pela vinda de todos, quer nacionais, quer de países exteriores, pois pelo que já afirmei Albufeira é neste momento uma cidade segura.
Apelo ainda à responsabilidade de todos os responsáveis por espaços comerciais par de uma forma regrada e serena poderem exercer as suas atividades em segurança e transmitindo também segurança a todos os outros por forma a evitar o aumento de casos que poderá ser extremamente e excecionalmente negativo pelo retroceder do confinamento.
Este ano façam férias em Albufeira, em segurança. Continuamos a ser um verdadeiro “destino de emoções”.