O que querem os cidadãos do sistema de saúde?

Mais de 40 cidadãos e organizações participaram na consulta pública do Movimento Saúde em Dia, que visou recolher sugestões para a melhoria dos serviços de saúde.

418

Aumentar a duração das consultas para que os doentes tenham mais tempo para ser ouvidos e contratar mais médicos e profissionais de saúde para o SNS foram algumas das medidas sugeridas pelos cidadãos. O alargamento dos horários dos centros de saúde é outra das ideias propostas, bem como a aposta num canal de comunicação rápido e direto entre doentes e equipas de saúde.

Para os utentes é ainda importante investir na criação de um ficheiro clínico único de cada doente, acessível em todas as unidades de saúde, privadas ou públicas, que permita a transmissão de informação entre os vários sistemas. Outras das ideias passam pelo desenvolvimento de um guia digital e atualizável para o cidadão (adaptado a cada faixa etária) com os indicadores, exames e sintomas/sinais a que o cidadão deve estar mais atento.

Para saber tudo sobre o Movimento Saúde em Dia consulte www.saudeemdia.pt.

Sobre o Movimento Saúde em Dia

A Covid-19 abalou todo o mundo e, com ele, os seus sistemas de saúde, forçados a ajustamentos e adaptações. A pandemia colocou num plano secundário outras doenças. Reduziram-se consultas, cirurgias, exames e diagnósticos. Mas a saúde é muito mais do que Covid-19 e as outras doenças não podem ser desvalorizadas. Por isso, a Ordem dos Médicos e a APAH, em parceria com a Roche, lançaram o Movimento Saúde em Dia, uma campanha de comunicação e sensibilização, fundamentada em estudos, análise de dados e da opinião da população em geral.