A união dos consumidores contra os preços elevados de luz e gás

Numa altura em que os preços do mercado energético têm atingido recordes históricos, a RNAE e a Selectra lançam a sua 1ª Compra Coletiva em conjunto para negociarem os preços das faturas de luz e gás dos consumidores.

267

Preços elevados da eletricidade
Os preços de eletricidade no mercado ibérico têm vindo a aumentar progressivamente ao longo dos últimos meses e chegaram mesmo a atingir recordes históricos. Apesar da redução no mercado regulado de 0,6% nas tarifas, no princípio deste ano, e na taxa de IVA para 13% nos primeiros 100 KWh consumidos, o valor das faturas dos portugueses não parece estar a acompanhar essa descida.

Aliás, desde 1 de Outubro de 2021, e devido às últimas atualizações da ERSE, o preço do MWh no mercado regulado para o consumidor final, está comparativamente 10 euros mais caro que no início do ano. Sendo que, antes destes ajustes, e segundo dados do Eurostat, Portugal era já considerado como o 8º país com os valores mais caros da Europa (0,2259 euros por quilowatt-hora) e também, o 4º país da UE com as taxas e impostos mais altos na fatura de eletricidade.

Negociar os preços das faturas
Embora a tendência do preço grossista de eletricidade esteja a ser de aumento, existem algumas maneiras de negociar o preço das faturas de energia e contornar as atualizações que as comercializadoras têm imposto aos seus clientes.

É exatamente este o propósito da RNAE -Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional)- e da Selectra que, atendendo ao descontentamento com os preços de eletricidade por parte dos consumidores, se uniram para lançar uma compra coletiva, de modo a negociarem melhores tarifas de luz, gás, ou ambos, para todos os interessados em participar. Segundo estas entidades, o desconto poderá chegar mesmo aos 150€ por ano para quem contrate os serviços de eletricidade e gás.

O que é a compra coletiva?
Em primeiro lugar, para se efetuar uma compra coletiva é necessário reunir pessoas interessadas em baixar o preço das suas faturas. Todos os consumidores, particulares ou PME’s (pequenas médias empresas) se podem inscrever de forma totalmente gratuita e sem compromisso. Para o fazerem, basta acederem a esta plataforma, indicar quais os seus dados de contacto pessoal e de consumo energético.

Feito isto, e consoante o número de inscritos, a RNAE e a Selectra começam o processo de
negociação junto das comercializadoras, elegem a proposta mais rentável e apresentam-na a todos os consumidores que se registaram na plataforma. Atenção que não será realizada nenhuma troca automática de comercializadora! Apenas será apresentada a tarifa vencedora, sendo que a escolha de mudar de serviços ou de permanecer com os que tem atualmente, é inteiramente do consumidor.

Quanto mais inscritos, maior a poupança!
“As compras coletivas na Europa são uma grande ferramenta de poupança para os utilizadores, sendo que a Selectra em Espanha tem mais de 86k utilizadores registados e em França mais de 100.000”, explica Jaime Arbora, co-fundador da Selectra. No entanto, o valor final de poupança para o consumidor final irá sempre depender da quantidade de inscritos, sendo que quantas mais pessoas aderirem, melhor é a poupança que se consegue alcançar, uma vez que concede mais poder de negociação às empresas.

Assim, até ao último dia de negociação, qualquer pessoa interessada pode-se juntar e, caso aceite a troca de serviço, sendo esta livre de qualquer fidelização, o cliente continua a ter diversas opções: continuar com esta nova tarifa negociada, retornar à que tinha anteriormente ou ainda inscrever-se em futuras compras coletivas com o objetivo de encontrar tarifas mais rentáveis.