“O combate pela desinformação deve ser uma tarefa de todos”

MARISA FERNANDES, ADMINISTRATIVA, 26 ANOS

101

No dia 12 de julho de 1821 foi promulgado um decreto em Portugal que, pela primeira vez, estabeleceu a abolição da censura prévia e a regulamentação do exercício da liberdade de imprensa. Neste sentido, ao longo dos anos, qual tem sido a importância desta prática e do seu papel na democracia?
A abolição da censura foi um feito muito importante no nosso país e ao pensarmos sobre o assunto percebemos que está interligado com a democracia, caso contrário não viveríamos a nossa vida como hoje a conhecemos. Abolir a censura foi fundamental, pois iriamos continuar a ser completamente manipulados, as informações não nos iam fazer ver o mundo conforme ele realmente era e as muitas informações que teríamos seriam completamente distorcidas. Com a liberdade de imprensa e a sua regulamentação podemos tomar decisões, ter opiniões fundamentadas, saber o que realmente acontece no mundo e partilhar conhecimentos.

Na sua opinião, qual a melhor forma de combater a desinformação?
Atualmente com a importância que as redes sociais têm no nosso dia a dia é muito fácil sermos manipulados com fake news se não estivermos atentos. São criadas enumeras páginas, com títulos chamativos, com informações falsas e muitas vezes conseguimos ser enganados. É o bom jornalismo que nos faz perceber o que está a acontecer à nossa volta, mas também nos cabe a nós enquanto leitores selecionar melhor as informações que queremos ler. Devemos estar atentos, ler jornais credenciados, ouvir as notícias transmitidas, procurar fontes fidedignas. O combate pela desinformação deve ser uma tarefa de todos.