“Um simples gesto de generosidade que salva vidas”

ANTÓNIO CARLOS FERNANDES, 43 ANOS, EMPREGADO DE ARMAZÉM

94

O Dia Mundial do Dador de Sangue é comemorado anualmente a 14 de junho. O objetivo desta efeméride é homenagear os dadores de sangue e ainda sensibilizar sobre a importância deste ato responsável por salvar vidas. Considera que, em Portugal, existe consciencialização suficiente para esta questão? O que urge estabelecer?
Penso que em Portugal existe muitas pessoas que ajudam neste gesto tão nobre. Mas acho que nunca é demais criar campanhas de consciencialização. Não sei se existe isso, mas talvez inserir mesmo no programa educacional escolar, pois assim acaba por educar as crianças/jovens a praticar atos altruístas, coisa cada vez mais difícil de se ver nos dias de hoje.

Na sua perspetiva, quão importante é, enquanto cidadãos, estarmos dispostos à dádiva voluntária?
O fato de termos a capacidade de salvar vidas, de pessoas que nunca vimos na vida, com um simples gesto de generosidade, já mostra o tamanho da sua importância, da sua nobreza.