Como funciona o HyperCharge da Xiaomi?

A Xiaomi tem vindo a testar os limites da tecnologia para proporcionar uma experiência líder em bateria e carregamento.

Data:

Velocidade de carregamento mais rápida e maior capacidade da bateria são normalmente uma questão de escolha múltipla para os engenheiros. Num espaço compacto, tendo como exemplo o Xiaomi 11T Pro, este não está apenas equipado com uma carga rápida de 120W, mas também com uma bateria de 5000mAh.

Para conseguir este marco, a Xiaomi utiliza uma combinação de uma nova estrutura de carregamento, aplicação de grafeno em baterias de iões de lítio e 3 tecnologias combinadas: tecnologia de baterias MTW, tecnologia de carga MI-FC e tecnologia LiquidCool.

A relação entre tensão e corrente é ajustada para melhorar a potência de carga. As bombas de carga dupla ajustam a voltagem e a amperagem para se conseguir um equilíbrio perfeito, reduzindo a voltagem e aumentando a amperagem para ultrapassar as limitações convencionais de voltagem e permitir uma maior potência.

Como uma bateria única é limitada, a estrutura da bateria de duas células duplica a entrada disponível. No Xiaomi 11T Pro, por exemplo, a capacidade típica da bateria é de 5000mAh. A bateria é dividida em duas estruturas de células de 2500mAh. Utilizamos também um melhor controlo térmico com uma maior entrada de corrente.

O MTW (Multi Tab Winding) é uma nova tecnologia de bateria que melhora o fluxo de corrente para a bateria. O MTW apresenta múltiplos ânodos e separadores catódicos para permitir um trajeto de corrente mais curto, menor resistência interna e melhor controlo térmico com uma maior entrada de corrente.

Esta tecnologia é a derradeira experiência de carregamento com uma produção eficiente e consistente de alta energia. Convencionalmente, a velocidade de carga diminui significativamente à medida que a bateria se aproxima dos 100%. O Mi-FC prolonga o tempo de corrente elevada e suporta monitorização da corrente e tensão da célula em tempo real. Como resultado, isto reduz significativamente o tempo de carregamento.

Usando a tecnologia “graphene-based lithium-ion”, as baterias do Xiaomi 11T Pro têm maior condutividade do que as baterias tradicionais.

Uma tecnologia de carregamento segura

A Xiaomi utiliza medidas de segurança adicionais para assegurar que não há compromissos na duração de vida da bateria. Com a tecnologia LiquidCool, a dissipação de calor é rápida para que o carregamento seja sempre eficiente.

A Xiaomi apresenta 34 características de segurança para o carregamento da bateria, abrangendo todo o ciclo de carga desde o carregador, passando pelo circuito, até à bateria. Para além disso, os nove sensores térmicos monitorizam a temperatura em tempo real, assegurando que o carregamento é sempre seguro.

A Xiaomi continua a concentrar-se em assegurar uma duração otimizada de vida para baterias mais seguras e mais duráveis. A bateria é construída com uma proteção de carregamento a alta temperatura, uma proteção de descarregamento a alta temperatura e uma proteção de dupla sobrecarga.

O circuito apresenta uma proteção de entrada USB sobre tensão, proteção de entrada USB sobre corrente e proteção de entrada USB sob tensão. O carregador dispõe de uma proteção contra curto-circuito, proteção contra sobrecorrente e proteção contra sobretensão.

Com a tecnologia Xiaomi hypercharge de 120W, é possível desfrutar da proteção profissional completa do dispositivo.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 116

Popular

Mais Artigos deste tipo

STCP passa a disponibilizar pagamentos por MB WAY

A partir desta segunda-feira, 28 de novembro, na STCP...

Desinfestação de empresas: a Truly Nolen explica

A Truly Nolen, líder mundial em controlo de pragas,...

Surfista Inês Tralha desenvolve método de ensino do SURF

A surfista Inês Tralha, nome de referência no surf...

Montar e decorar uma casa em 90 minutos? LEROY MERLIN desafiou os portugueses nesta Black Friday

O desafio testou duas equipas, lideradas por Mafalda Castro...